Top of Mind: os 5 melhores quadrinhos da Era Pós-Moderna

Como a maioria dos leitores aqui sabem os historiadores das histórias em quadrinhos as dividem em “eras”, mas para os jovens mancebos que nos acompanham, aqui vai uma explicação rápida:

a Era de Ouro (1938-1950) , com heróis no estilo pulp e brutais. Viu o nascimento de clássicos como Superman e Batman;

250px-Action_Comics_1

a Era de Prata (1956-1970) ficou marcada pelo Comics Code e por criar certas noções de que “heróis não matam”. Marcam uma nova geração de heróis e novas versões de personagens da Era de Ouro como o Flash e Lanterna Verde. São histórias mais leves se comparadas à Era de Ouro, com temáticas tiradas da ficção científica e num tom quase surreal;

classic_flash_two_worlds

a Era de Bronze (1970-1985) teve uma abordagem de temas mais complexos, como drogas, preconceito etc. Um marco do período é a série em que o Arqueiro Verde e o Lanterna Verde enfrentam problemas políticos e sociais em suas aventuras, escrita por Denny O’Neil e desenhada por Neil Adams;

green_lantern

a Era de Ferro (1985-1994) teve seus heróis anabolizados e brutais, quase como uma evolução da Era de Bronze. Obras como Watchmen e O Cavaleiro das Trevas marcam o início do período que também viu editoras como a Image ganhar cada vez mais mercado com heróis “sombrios”.

spawn1

Após essa época que ficou marcada por supers menos que heróis, os quadrinhos de super-heróis podem ser separados em duas grandes linhas, que por vezes se juntam: uma que tenta resgatar a inocência e o clima fantástico  da Era de Prata com uma narrativa madura sem cair na brutalidade ou mesmo no realismo e outra que tenta uma desconstrução de conceitos estabelecidos em outras Eras, também tendo  a Era de Prata como referência primordial. Esse período tem sido por vezes chamado de Era Moderna, Pós-Moderna ou Renascença.

Dada essa explicação sobre as Eras, vocês já sabem como a brincadeira funciona: quais os melhores quadrinhos de super-heróis que aparecem na sua cabeça, sem pensar muito, ou seja, inevitavelmente são os que mais te marcaram ou que por alguma razão obscura ficaram na sua mente. Aqui vão os meus (restritos à Era Pós-Moderna) com um mínimo de racionalização.

5. Marvels

Um exemplo da mistura das duas vertentes citadas acima: ver o mundo dos super-heróis pela óptica de um ser humano normal, mostrando como meros mortais se sentiriam convivendo com deuses. Kurt Busiek no roteiro e de quebra Alex Ross desenhando.

marvels

4. Os Supremos vol.1

A desconstrução do time mais clássico da Marvel por Mark Millar para o universo Ultimate é simplesmente sensacional, além de mostrar o Capitão América como um homem de (e deslocado do) seu tempo, temos um Thor eco-terrorista. Desenhos de Bryan Hitch.

Ultimates_Vol_1_1

3. Crise de Identidade

Outro quadrinho que mistura as duas vertentes citadas. Trazendo elementos da Era de Prata para uma abordagem que busca mostrar o lado frágil e “humano” dos super-heróis. Embora isso tenha tem se tornado quase um clichê, essa história trata do tema de maneira soberba. Roteiro de Brad Meltzer e desenhos de Rags Morales.

Identity_Crisis_Cover

2. All Star Superman

Simplesmente a melhor história do Superman, passando por todas as Eras de maneira magistral. Da dupla Grant Morrison e Frank Quitely.

All_Star_Superman_010_Large

1. Reino do Amanhã

Uma história sobre Ética, Moral e o que é ser um super-herói num mundo cada vez mais sem valores. Uma verdadeira crítica à Era de Ferro e um panegírico à Renascença. Roteiro de Mark Waid e desenhos do mestre Alex Ross.

 719645-kingdom_come

E aí, qual é seu Top 5?

 

***

Se você se interessa pelas Eras dos quadrinhos de super-heróis clique aqui e conheça nosso livro sobre o assunto!

Anúncios

Sobre Nerdbully

Mestre do Zen Nerdismo.
Esse post foi publicado em Nerdbully e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

22 respostas para Top of Mind: os 5 melhores quadrinhos da Era Pós-Moderna

  1. WESLEY CHAVES disse:

    5 – ULTIMATE HOMEM-ARANHA
    4 – O DIABO da GUARDA
    3 – O REINO do AMANHÃ
    2 – ALIAS
    1 – MARVELS

  2. 1. O Cavaleiro das Trevas
    2. A Queda de Murdock
    3. Elektra: Assassina
    4. V de Vingança
    5. Questão (O’Neill e Cowan)

  3. Matheus Oliveira Santos disse:

    Vou sair do cliché, deixar os clássicos de lado, e citar a história que me foi mais prazerosa: 7 Soldados da Vitória, escrita por Grant Morrison.
    Essa história tem tudo que o maluco do autor sabe trabalhar bem e um pouco mais: fantasia, ficção científica, terror, suspense, aventura, mitologia cristã, conto de fadas, realidades alternativas e claro, metalinguagem! Tudo isso espalhado em 7 histórias aparentemente sem ligação, que se unem através de uma oitava, de maneira criativa e sensata. É cheia de easter eggs. É como se a história fosse “verdadeira”, e o Morrison, sutilmente, se insere nessa realidade de maneira coerente.

  4. caio egon disse:

    A queda de murdock
    Reino do amanhã
    Supremos vol 2
    Surfista prateado parabola
    Superman All-star

  5. Nilson Andrade disse:

    Então vúmbora:
    A Liga Extraordinária
    Tom Strong
    O Starman do James Robinson
    O primeiro TPB da JSA (Justice Be Done)
    Planetary

  6. Ben Hazrael disse:

    Elaborar um Top 5 é um martírio, mas vamos lá:
    V de Vingança
    Batman – o Cavaleiro das Trevas
    Preacher (não é uma HQ de super heróis, mas foda-se)
    Planetary
    7 Soldados da Vitória

  7. Pingback: O Pecado Original da Marvel (e DC) | Quadrinheiros

  8. Pingback: Universos, Multiversos e a DC | Quadrinheiros

  9. Pingback: Das histórias que não nos deixam esquecer | Quadrinheiros

  10. Olavo Lima disse:

    1- watchmen
    2- reino do amanhã
    3 – cavaleiro das trevas
    4 – Marvels
    5 – Sandman

  11. Alessio Esteves disse:

    Muito boa a lista. =)

  12. Marcelo Rua disse:

    “Batman – O Cavaleiro das Trevas” de Frank Miller
    “Demolidor – A Queda de Murdock” de Miller & Mazzuchelli
    “Watchmen” de Alan Moore e David Lloyd
    “Skreemer” de Peter Milligan e Brett Ewins
    “Blood – Uma História de Sangue” de JM DeMatteis e Kent Williams

  13. Pingback: Guerra dos Roteiristas E03 – Paul Dini X Brad Meltzer | Quadrinheiros

  14. Pingback: Pensando quadrinhos: Mark Waid e o poder da narrativa | Quadrinheiros

  15. Pingback: 10 (+5) referências de histórias em quadrinhos | Quadrinheiros

  16. Nao concordo que o Capitao America ultimate seja um imbecil. A caracterizacao dele ficou adequada do jeito que um soldado americano deveria ser e se comportar. Alias, o capitao ultimate `e melhor do que o do universo marvel normal (na minha humilde opiniao)

  17. Pingback: Quadrinheiros Dissecam E01S01 – Os Supremos (volume1) | Quadrinheiros

  18. Pingback: 5 marcos da Era das Trevas dos quadrinhos | Quadrinheiros

  19. Pingback: Quadrinhos na História: bibliografia quadrinheira | Quadrinheiros

  20. Pingback: Quem é o Homem de Aço? | Quadrinheiros

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s