Arquivo da categoria: Velho Quadrinheiro

Como The Mandalorian explica a economia brasileira

“Onde a vida não tinha valor, a morte, às vezes, tinha seu preço. É aí que os assassinos de aluguel surgiram.”

Publicado em Velho Quadrinheiro | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

7 vezes em que super-heróis enfrentaram o Estado

Uma reflexão sobre os quadrinhos riachão, digo, mainstream.

Publicado em Velho Quadrinheiro | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Quadrinhos, imperialismo e pesquisa histórica no programa Nota de Rodapé

Quadrinheiros no rádio!

Publicado em Nerdbully, Velho Quadrinheiro | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O fetiche da resistência

O inebriante desejo de ser especial.

Publicado em Velho Quadrinheiro | Marcado com , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A barbárie como desejo e representação da virtude em Bacurau

Um contraponto importante para os filmes de super-heróis.

Publicado em Velho Quadrinheiro | Marcado com , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

A falange da consciência coletiva: X-Men e a resistência da individualidade

Sartre, X-Men, Evangelion e  Star Trek.

Publicado em Velho Quadrinheiro | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário