Arquivo da tag: hq nacional

Papo Quadrinheiro: Denis Mello (Teocrasília)

Nesse Papo Quadrinheiro conversamos com o quadrinista Denis Mello sobre sua obra Teocrasília e o cenário dos quadrinhos no Brasil. Continuar lendo

Publicado em Nerdbully, Papo Quadrinheiro, Picareta Psíquico | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Papo Quadrinheiro: Emmanuel Merlotti

Conversamos com o quadrinista Emmanuel Merlotti sobre seu quadrinho Lázaros Hunter, cinema, anos 80, séries, política e o desafio de fazer quadrinhos no Brasil! Continuar lendo

Publicado em Nerdbully, Papo Quadrinheiro, Picareta Psíquico | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Descascando o Gibi: Zamor, O Selvagem

Estreando a nova série de unboxing com Zamor, o Selvagem, de Franco de Rosa e Mozart Couto. Continuar lendo

Publicado em Nerdbully | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Teocrasília: o Brasil como distopia

Sobre a HQ Teocrasília de Denis Mello, pela editora Guará. Continuar lendo

Publicado em Nerdbully | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

MARIGHELLA #LIVRE; entrevista com Rogério Faria

Uma obra corajosa em tempos de alta polarização política.

Publicado em Nerdbully | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

O que os Quadrinheiros estão lendo?

Jorge Luis Borges imaginava o Paraíso como uma biblioteca. Com quadrinhos, acrescentaríamos nós.

Publicado em John Holland, Nerdbully | Marcado com , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

O poder das Empoderadas

Conheça a hq de Germana Viana. 

Publicado em Red Shirts | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A RESSURREIÇÃO DE PULSAR: entrevista com Arthur Garcia e Alexandre Silva

O super-herói nacional PULSAR renasce em edição definitiva pela Revolução Editorial!

Publicado em Nerdbully | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

PÁTRIA ARMADA: A guerra dos heróis (?) brasileiros

Super-heróis e guerras são uma combinação mais que tradicional em quadrinhos. No Brasil, a produção dos dois gêneros sempre foi bastante capenga. Pátria Amada é um esforço sério de mudança.

Publicado em Quotista | Marcado com , , , , , , , | 1 Comentário