Cinco momentos em que os heróis de quadrinhos foram uns c#$zões!

08bPense naquele dia em que havia dois caminhos diante de você: o certo, provavelmente mais difícil e trabalhoso, e o errado, em que você sabe que há outra opção melhor mas segue em frente do mesmo jeito.

Agora imagine no caso de alguém cheio de super-poderes, enormes fortunas ou simplesmente sem nenhum saco para fazer o bem.

Os heróis, até eles, tem seus dias ruins, momentos em que se não chegam a ser vilões, são fonte de pura vergonha alheia.


Nem sempre eles são os “melhores do mundo”

Exemplos de situações em que os heróis pisaram feio na bola são inúmeros. Os X-Men tem uma contagem especialmente alta nesse sentido. Não por acaso Scott Summers torrou as fuças do Prof. Xavier no final de Vingadores vs. X-Men. O velho mentor do grupo fez diversas lavagens cerebrais em cada um dos seus alunos.

xmen12f-2-web

Não que justifique o ato de Ciclope.

Além deste, que veio de brinde, eis cinco momentos, razoavelmente aleatórios, eventualmente em realidades alternativas, em que os heróis foram o pior que uma pessoa poderia ser.

Action Comics n. 252 (1959) 

O Superman manda a Supermoça pra um orfanato quase imediatamente depois dela chegar à Terra (e ainda potencialmente traumatizada após ver seus familiares morrerem por intoxicação radioativa em Krypton).

Action_Comics_252122179_v1

All Star Comics n. 12 (1942)

A Sociedade da Justiça da América, a Liga da Justiça “original”, digamos assim, encarrega a ingressante Mulher-Maravilha a desempenhar a função de… secretária!

122352

122331_v1

Superman’s Pal, Jimmy Olsen n. 30 (1958)

O Superman adota Jimmy Olsen e trata o rapaz como um insensível sem-noção (pouco importa quanta dedicação ou admiração Olsen dedicasse ao homem de aço).

moments-in-superhero-douchery-20111229035730016-000

World’s Finest n. 153 (1965)

Batman fica obcecado pela ideia de que o Superman é responsável pela morte de seus pais. O delírio é apontado pelo fiel menino prodígio. A reação de Batman se tornou um dos memes mais úteis na imaginação de qualquer um que participa de reunião de trabalho de 3 horas (invés de receber um email).

World's_Finest_Comics_153

moments-in-superhero-douchery-20111229035359564-000

Green Lantern n. 4 (1961)

Hal Jordan, o Lanterna Verde inventa, antes de existir o termo “bullying”, o apelido mais sem noção pra Tom Kalmaku, seu fiel parceiro: “Pie-face”, ou como foi traduzido no Brasil, “Tortinha”.

122169122175

Sério, desnecessário, não?

Anúncios

Sobre Velho Quadrinheiro

Já viu, ouviu e leu muita coisa na vida. Mas não o suficiente. Sabe muito sobre pouca coisa. É disposto a mudar de idéia se o argumento for válido.
Esse post foi publicado em Velho Quadrinheiro e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Cinco momentos em que os heróis de quadrinhos foram uns c#$zões!

  1. “tortinha” foi mito demais kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Pingback: Os 10 posts que mais bombaram em 2015 e mais! Retrospectiva Quadrinheira! | Quadrinheiros

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s