Por que o Quarteto Fantástico precisa de um reboot?

A novela sobre o encerramento definitivo/temporário do título do Quarteto Fantástico tem feito jus ao próprio título. Ela já foi chamada “a melhor revista em quadrinhos do mundo“ e é considerada por muitos um exemplo da Grande Novela Americana, assim como “O Grande Gatsby“ de J. Scott Fitzgerald. A criação de Stan Lee e Jack Kirby, que inaugurou a Marvel e definiu uma nova forma de fazer quadrinhos, está agonizando e precisa de um respiro.

tvsinopse000008003

Papai Sabe Tudo

Fantastic_Four_Vol_1_1

Nos anos 60 a Corrida Espacial, a Guerra Fria e a tecnologia derivada dessas duas frentes – que invadia o dia a dia do cidadão comum nos Estados Unidos – eram o palco de uma revolução ainda maior. O Papai Sabe Tudo (série dos anos 50 de grande sucesso) já estava obsoleto porque os costumes estavam mudando rápido. A geração nascida depois da II Guerra chegava ao fim da adolescência querendo um mundo diferente. É nesse cenário e com a falência batendo à porta que Stan Lee pensa numa história de super heróis que discuta os costumes, numa ficção científica baseada na ciência real e numa metáfora para a América (talvez sem muita consciência disso).

Paralelos com a Bíblia e com grandes obras do teatro como Hamlet e A Tempestade de Shakespeare são inspirações/coincidências/plágios bem evidentes.

Hamlet: Reed Richards é o personagem Hamlet, seu principal inimigo (Dr. Destino) é um monarca assim como Claudius, o tio de Hamlet que mata o pai do herói pelo trono. A mãe de Hamlet (Gertudes) é o povo americano, que é inocente – mas facilmente manipulado pelo vilão a ponto de condenar o herói (o simbolismo da nação como noiva do monarca é uma referencia bíblica). Ofélia, a noiva de Hamlet (Sue Storm) que se afoga na peça, abandona Richards e foge com Namor nos quadrinhos. Ben Grimm é Polonius e Laertes, o amigo que não confia em Reed e o homem de ação. Johnny Storm é Fortimbras, o líder que não encontra seu espaço no grupo. Reed/Hamlet falha constantemente e isso faz com que ele duvide de si mesmo (como quando não consegue reverter a transformação de Ben). A tentativa de suicídio de Hamlet tem paralelo na viagem a Zona Negativa (desejo de morte). A misoginia de Richards também encontra eco na peça – fragilidade teu nome é mulher!

Fantastic_Four_2FF003 cover

A Tempestade: Reed Richards é Prospero, o herói gênio que mente e trata os outros como crianças; as duas histórias começam com um navio (nave) naufragado; Richards/Prospero tem super poderes; ambas as histórias têm locais exóticos, sonhos utópicos, conflito de ideais opostas; Ben Grimm é Caliban, etc.

Bíblia: Nas palavras de Jack Kirby – “Quando eu criei o Surfista Prateado e Galactus isso veio de um sentimento bíblico. Eu não poderia colocar gangsters para competir com todos esses super heróis, então eu tive que olhar para personagens mais onipotentes. Eu criei o que eu pensava que era Deus em Galactus; um personagem semelhante à Deus. Ainda pensando sobre isso no sentido bíblico, eu comecei a pensar em um anjo caído, e o anjo caído foi o Surfista Prateado. Na história, Galactus o exila na Terra, assim como o anjo caído.” – (Lee & Kirby: The Wonder Years – Mark Alexander).

Fantastic_Four_Vol_1_4 FantasticFour05-00

Tantas referências grandiosas fizeram do Quarteto Fantástico um marco na história da literatura, dos quadrinhos, da indústria do entretenimento. O conceito original da série trazia essa base clássica misturada a vanguarda da ciência e dos costumes de uma forma que nunca havia sido apresentada antes. E com as mudanças tecnológicas e comportamentais cada vez mais aceleradas o título foi perdendo força, cada vez mais preso à cronologia, sem conseguir se atualizar. Talvez seja mesmo a hora de deixar o Quarteto para trás até que ele possa renascer mais uma vez.

PS – Para uma pesquisa minuciosa sobre todas as histórias do Quarteto Fantástico clique aqui.

 

 

Anúncios

Sobre Picareta Psíquico

Uma ideia na cabeça e uma história em quadrinhos na mão.
Esse post foi publicado em Picareta Psíquico e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Por que o Quarteto Fantástico precisa de um reboot?

  1. Ótimo texto, como sempre.

  2. Jarvis disse:

    Gostei muito do texto.Kirby diz que criou o Galactus,quando na verdade a idéia original foi de Stan Lee.Já o Surfista Prateado é mesmo criação dele(Kirby).

  3. Pingback: Os filmes mais esperados de 2015: uma lista quadrinheira III | Quadrinheiros

  4. Pingback: A História das Histórias em Quadrinhos: a Era de Prata | Quadrinheiros

  5. Pingback: Vingadores – 5 momentos que você não verá no cimema | Quadrinheiros

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s