Os dez personagens mais repulsivamente “anos 90” dos quadrinhos

Numa terça odiosa, uma lista igualmente revoltante pra você. Aí vai a lista com os dez personagens mais emblemáticos (e buchas) dos anos 90 nos quadrinhos. Trabucos imensos, rabos de cavalos, ombreiras e anabolizantes, ser popular naquela época era medido em “Fator Força Trator de Demolição” ou FFTD.

Garrison Kane  (FFTD 2)

Uma versão mal-sucedida do Projeto Arma X (que colocou adamantiun nos ossos do Wolverine), Kane perdeu os braços no processo. No lugar, ganhou duas próteses cromadas de metal. Seu maior poder era disparar os punhos contra inimigos. Deprimente.

Shatterstar (FFTD 3)

Membro da X-Force, derivação adolescente e sem-noção dos X-Men, Shatterstar andava com uma espada de duas lâminas e um rabo de cavalo chicoteante. Mas só usava a primeira para matar pessoas. Fruto da enorme criatividade de Rob Liefeld, “desenhista” que deu forma aos quadrinhos no período. Mais dele abaixo.

Speedfreak (FFTD 6)

Outro personagem cromado, era inimigo do Hulk. O que também é reincidente nessa categoria de sujeito, ele era mercenário, um assassino de aluguel. Seu poder era fatiar pessoas em alta velocidade, graças a uma espada acoplada aos braços e uma turbina instalada nas costas.

Ripclaw (FFTD 6)

Assim como seus colegas de equipe, a Cyberforce, ele era uma espécie de mutante cibernético. Tinha umas garras que brotavam no lugar dos dedos. Só nas revistas da Image Comics tinha umas 6 ou 7 variações do mesmo personagem (todos plágios do Wolverine).

Random (FFTD 10)

Ele habitava as histórias do X-Factor, um grupo derivado dos X-Men. Random era o mercenário casca-grossa que tinha canhões no lugar dos dedos, uma bandana na cabeça e uma tatuagem de cobra no braço. E só.

X-Cutioner (FFTD 12)

Não deve ter aparecido mais do que em 5 edições das histórias dos X-Men. Era um sujeito armado com todo arsenal capaz de neutralizar (e matar) cada um dos X-Men. Como eles eram muitos, o cara levava muito cartucho com ele. É tipo aquele seu vizinho que coleciona armas.

Adam, the X-Treme (FFTD 50)

Embora pouco lembrado, é considerado o avatar da década, com boné virado, tererê, ombreira e garras de metal. O X-Treme tinha o incrível poder mutante de incinerar o sangue dos seus inimigos. Sério.

Major Stryker (FFTD 60)

O maior excesso dos anos 90, o Major Stryker tinha 3 (TRÊS!!) braços mecânicos cromados só do lado direito e um canhão em cada um atirando para todas as direções. Simetria não era necessariamente um elemento necessário nessa década.

Chamber (FFDT 100)

Membro de outra facção dos X-Men, a Geração X, Chamber era um adolescente mutante que explodiu o próprio tórax quando usou seu poder pela primeira vez. Poder esse que não foi mais explicado além de “capacidade de disparar rajadas de energia pelo peito”. Muito útil na construção civil.

Cable (FFTD 1×10 elevado a 50) 

O 1º e original, aquele que começou a coisa toda, Cable, o filho do Ciclope e da clone de Jean Grey, Madelyne Pryor. Foi mandado pro futuro pra ser curado do vírus tecnorgânico que transformou o lado esquerdo do corpo em partes cibernéticas, naturalmente, cromadas.

Lá no futuro, um fim da picada governado pelo ditador Apocalipse, Cable virou o líder da guerrilha contra o tirano. O ônus da doença na infância foi perder 90% do seu poder mutante (capaz de mudar a órbita de um planeta), agora usado para conter o avanço do vírus no próprio corpo.  Voltou ao passado mais velho que o próprio pai; passa a vida matando pessoas e explodindo lugares em nome da paz e harmonia no futuro. Contenção e prevenção, essa é a desculpa pra andar armado até os dentes. Que época!

Menções honrosas (porque o que há de mau nunca acaba)

Maverick (FFTD 20)

Amigo do Wolverine no tempo de Guerra Fria, também dotado de trabucos e próteses cromadas.

Supremo (FFTD 1×10 à 50 + 1)

Francamente, a origem não faz diferença alguma além de ser uma versão do Liefeld do Superman. Era outro símbolo da cloaca noventista até ganhar roteiros do Alan Moore que redimiu o personagem.

Anúncios

Sobre Velho Quadrinheiro

Já viu, ouviu e leu muita coisa na vida. Mas não o suficiente. Sabe muito sobre pouca coisa. É disposto a mudar de idéia se o argumento for válido.
Esse post foi publicado em Velho Quadrinheiro e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Os dez personagens mais repulsivamente “anos 90” dos quadrinhos

  1. daniel x disse:

    Rssssssssssssssssssssssssssssssss! Eu gostava tanto do Cable. Pena que o “desenhista” Roberto Lifiude “desenhou” tanto o X-Force (da qual o roteiro já era um lixo), que acabou com a imagem do Nathan.

    Era sempre meu capitão no time em Marvel Vs. Capcom 2!

    Presença marcante na série clássica dos X-Men (anos 90!!).

    Mas, acho que vou rir até amanhã devido à descrição: “passa a vida matando pessoas e explodindo lugares em nome da paz e harmonia no futuro”…rssss!

    • Velho Quadrinheiro disse:

      Cara,
      aquela fase do Cable com o Clã Askani na guerrilha contra o Apocalipse no futuro, a base Graymalkin e os “deslizamentos temporais”, eu curtia bastante. Ele era um personagem coringa, interessante enquanto as entrelinhas ainda eram abertas. Mas Liefield não dava. Putamerda!

    • Van disse:

      o negócio é que Cable e ruim em excência, não importa se foi bem usado no MVC ou em alguma fase, o problema está NELE.

  2. Entendi que a lógica eram os brucutus, mas uma lista 90s sem o Superboy surfista, não dá.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s