A Outra História do Universo DC por John Ridley

The other history of DC Comics1

Conheça a história da DC sob outras perspectivas.

O roteirista John Ridley, que ganhou o Oscar pelo roteiro adaptado do filme 12 Anos de Escravidão, assina A Outra História do Universo DC, minissérie em 5 edições com desenhos de Giuseppe Camuncoli, arte final de Andrea Cucchi, cores de José Villarrubia e letras de Steve Wands. A Panini publicou recentemente uma edição com capa dura que compila as 5 edições. O quadrinho conta a história do Universo DC pelo ponto de vista de personagens negros, latinos, estrangeiros e homossexuais, como Raio Negro, Questão, Katana, Abelha, Guardião e Tormenta (filha do Raio Negro).

A minissérie segue o formato da História do Universo DC, escrita em 1986, que serviu de conclusão para a Crise nas Infinitas Terras, colocando em ordem cronológica a nova organização do Universo DC, em páginas ilustradas por George Perez com textos de Marv Wolfman.  Numa entrevista para o The Hollywood Reporter, em 2020, John Ridley fala sobre seu amor pelos histórias em quadrinho, a identificação com o personagem Raio Negro, a importância de contar o ponto de vista de personagens marginais da DC Comics. Nas palavras de Pierce:

“Todos nós vemos a vida de maneira diferente, experimentamos as coisas de maneira diferente. Como seria colocar esses personagens numa linha do tempo e olhar para momentos da história do Universo DC, mas também da história real? Como foi para esses personagens fazerem parte disso e assistirem a tudo o que aconteceu? Quais foram seus sucessos? E como cada nova geração avançou a partir dos esforços e das experiências da geração passada?”

A primeira edição é sobre Jefferson Pierce, o Raio Negro. Acompanhamos as lembranças dele, da infância no Beco do Suicídio, em Metrópolis, até a medalha nas olimpíadas de 1972, em Munique, do trabalho como professor em escolas de bairros pobres, seu casamento, o evento traumático e o experimeto que deu para ele superpoderes. Na linearidade da história ele vai pontuando suas percepções sobre questões políticas e sociais dos EUA, quando ele descreve como a imprensa falava sobre John Stewart, o Lanterna Verde, ou sua impressão sobre o Superman quando os dois conversam pela primeira vez. O desconforto que ele sentiu ao ser convidado para ser membro da Liga da Justiça, a sensação de ter uma família com os Renegados, o choque com a tentativa de suicídio de John Stewart. O ponto alto da edição é a descrição da conversa entre Jefferson Pierce e John Stewart sobre todo o peso imposto a eles, homens negros.

Na segunda edição temos duas vozes que corrigem as lembranças uma da outra. O casal Mal Duncan (Guardião, Arauto, Vox), e Karen Beecher-Duncan (Abelha), membros dos Titãs, falam sobre suas adolescências no meio dos anos 1970, um tempo em que as lutas pelos direitos civis dos negros estavam enfraquecidas, depois do assassinato de Martin Luther King, da guerra do Vietnã e da renuncia de Nixon. Os personagens intercalam momentos importantes de suas ações nos Titãs com a impressão deles sobre eventos reais como a vitória do tenista negro Arthur Ashe no torneio de Wimbledon em 1975, e os assassinatos de Atlanta (entre 1979 e 1981, pelo menos 28 crianças negras foram mortas – a segunda temporada da série Mindhunter é baseada nesse caso). O ponto alto é o debate sobre o papel do homem e os esteriótipos da masculinidade a partir do olhar de um homem e de uma mulher negra.

A terceira edição é sobre Tatsu Yamashiro, a Katana. John Ridley revisita a origem da personagem, com o assassinato de sua família no Japão até o convite do Batman para que ele faça parte dos Renegados. É a partir da sua chegada nos EUA que o roteiro apresenta uma série de feridas abertas na história norte-americana em relação aos imigrantes asiáticos como massacres, leis de exclusão e campos de concentração para japoneses durante a Segunda Guerra Mundial. A relação de Katana com Halo (Gabriele Doe/Violet Harper) e a noite na qual as duas foram a um show da cantora Sade é o ponto alto da história (e dialóga com a cena do Sr. Miyagi embriagado no filme Karate Kid de 1984).

A quarta edição é sobre Rene Montoya, a Questão. A história da policial de Gotham City, latina (dominicana), homossexual, que apareceu primeiro na série animada do Batman e depois foi para as páginas dos quadrinhos, é mostrada aqui tendo como pano de fundo as mudanças na polícia dos EUA da virada do milênio, ao 11 de setembro, à guerra ao terror, ao furacão Katrina. Montoya reflete sobre a militarização das forças policiais que transformou servidores públicos em vigilantes (como Batman), e lembra do triste fim do tenista Arthur Ashe (que já havia sido citado na segunda edição), depois de contrair o HIV e perder tudo devido ao preconceito. Ela fala sobre alcoolismo e tentativa de suicídio e sobre usar muitas máscaras para ser quem a sociedade quer que você seja e para ser quem você realmente é. Uma das melhores edições da série.

A quinta e última edição é sobre Anissa Pierce, a Tormenta. A perspectiva da filha do Raio Negro sobre seu próprio pai é o fio condutor da história de uma personagem que representa uma nova geração. Anissa vê o lado sombrio de seu pai, mas se inspira na luta dele para ser também uma super-heroína. Raio Negro se sente fracassado, já que sua filha tem que se tornar uma lutadora já que a luta que ele empreendeu não teve resultado. É um conflito de gerações. A vitória de Barack Obama, mencionada na história para jogar luz sobre esse conflito, poderia ter sido o início de uma era pós-racial, mas foi marcada de um lado pelo acirramento da violência policial, e, de outro, por novos movimentos de resistência com o Black Lives Matter.

É o fechamento perfeito para uma obra que aborda diversas referências e questões das últimas quatro dácadas de história política e social dos EUA com quadrinhos de super-heróis.

Sobre Picareta Psíquico

Uma ideia na cabeça e uma história em quadrinhos na mão.
Esse post foi publicado em Picareta Psíquico e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s