7 respostas às 7 opiniões mais rasas sobre Batman v Superman

batman-v-superman-dawn-of-justice_bb788b6fParece que nenhum filme dividiu tanto a opinião dos nerds quanto Batman v Superman: A Origem da Justiça (B v S), gerando, como já disseram, a verdadeira “Guerra Civil” no meio.

Chegou mesmo a dividir a fileira entre nós, Quadrinheiros.

Saindo do cinema nós gravamos nossas impressões sobre o filme, que você pode ver no vídeo abaixo.

Agora, alguns dias passados e depois de uma enxurrada de críticas, a favor e contra, gostaria de comentar alguns pontos levantados no debate sobre o filme.

Mas antes, três avisos:

– Não leia se não tiver visto o filme. O POST TEM SPOILERS!

– Se você vai ler, já viu o filme. Se viu, já tem uma opinião formada a respeito, ou seja, já sabe se o filme é bom ou ruim. Não sou eu quem vai te convencer de que o filme é bom ou ruim. Isso é uma questão de gosto, e o gosto é algo extremamente pessoal. Claro que podemos usar argumentos para justificar porque gostamos ou não do filme, mas esses argumentos vêm depois do julgamento, ou seja, são construídos depois da sua experiência ao ver o filme. Como a experiência é algo muito particular não há como chegar em um consenso nem em um veredito objetivo, por melhor que sejam os argumentos para justificar o filme como bom ou como ruim.

O que não impede de maneira alguma o debate sobre o filme.

– Se você é do tipo que bufa na frente da tela e explode de ódio quando lê uma opinião contrária, pode fechar o navegador. O texto não vai te acrescentar nada, exceto talvez uma úlcera.

1. “Foi só a crítica especializada que não gostou do filme

5111054-superman_facepalm

Não. Muitos nerds foram ver e não gostaram. Só para citar dois exemplos, o pessoal do Pastel Nerd e do Pipoca e Nanquim, uma galera que não é só “crítica”, mas também é fã, ou melhor, é fã antes de ser crítico.

É oportuno lembrar que a palavra crítica vem do grego Grego KRITIKOS, “capacitado para fazer julgamentos”, de KRINEIN, “separar, decidir, julgar”, relacionado a KRISIS, “julgamento, seleção”, do Indo-Europeu KREI-, “peneirar, discriminar, distinguir”. Ou seja, contra o senso comum, crítico não é só quem fala mal, mas qualquer pessoa que emite um juízo de valor sobre algo está criticando. Se você gostou do filme também é um “crítico”.

2. “Quem não gostou é Marvete

3520792-3168451-tumblr_mhr2q5mpc21s299o5o1_1280

Olha, essa aqui é representação da típica mentalidade que assola nosso país nos dias de hoje. Se você defende a legalidade constitucional contra o impeachment da Dilma é petralha e comunista; se defende que se apurem os eventuais crimes cometidos pelo Lula é tucanalha e de direita. Se não gostou do filme é porque é Marvete. Não, não é.

Por que uma comparação com os filmes da Marvel seria injustificada? Ou inválida? Não são filmes que pertencem ao mesmo gênero (super-heróis, ação etc.)? A comparação é válida, e não é porque você prefere a Marvel ou a DC que obrigatoriamente vai gostar de todos os filmes de uma ou de outra.

Mas a nossa lógica de time de futebol diz que é mais fácil colocar rótulos ao invés de entender um argumento – e entender não significa de maneira alguma concordar.

3. “O filme é sério demais e é por isso que você não gostou

12494763_600197010147542_6863260463290221559_n

Há pessoas que criticam o filme por ser sério, e de fato é. Mas o problema não é a seriedade. Os filmes do Batman do Nolan eram sérios, e eles são bons filmes e funcionam. O problema é que, com a direção de Snyder e com um roteiro que oscila entre explicar o óbvio e não explicar nada (voltarei a isso mais a frente), a seriedade de B v S se torna arrastada e enfadonha, quase caricata.

A câmera lenta, a fotografia, e a trilha sonora (que fez até o Hans Zimmer pular fora de vez dos filmes de super-heróis), combinadas na direção de Snyder, geram esse efeito de uma seriedade artificial, algo que nos filmes de Nolan era mais orgânico. Esses problemas de direção são nítidos em Sucker Punch e vemos que Snyder não amadureceu como diretor – embora tais problemas estejam presentes em Watchmen e também em Man of Steel, mas como os roteiros desses filmes eram melhores isso não chegou a constituir um problema.

4. “O filme teve que ser assim para a construção de um ‘Universo Cinematográfico DC (UCDC)‘”

batman-vs-superman-offers-something-nolan-s-films-never-could-the-justice-league-the-d-811666

A Marvel demorou anos para construir seu Universo Cinematográfico e foi muito bem arquitetado. A DC forçou a mão. Quis fazer em um filme o que a Marvel fez em anos – e pior, pegando um filme anterior e enxertando um problema que não havia, que foi o Batman naquele universo do Superman. E a tentativa não é de hoje.

Diz a lenda que ao final do segundo filme da trilogia de Nolan com o Batman, no qual ele termina como um fugitivo, a Warner quis vender a seguinte ideia para Nolan: e se o Superman o perseguisse? Nolan, que não queria fazer nem mesmo um terceiro filme do Batman (mas foi convencido depois) não topou a ideia.

Ainda segundo a lenda, o filme do Lanterna Verde, caso tivesse dado certo, seria o começo o UCDC. Não foi dessa vez também.

Mas eis que Man of Steel (que a Warner queria que fosse dirigido por Nolan e que somente após sua recusa é que Snyder foi cogitado para direção, conseguindo apenas que Nolan atuasse como produtor) alcança um relativo sucesso. Pronto. Era o que a Warner esperava para o seu UCDC. Só tinha um problema.

Man of Steel foi pensado como um filme do Superman e só. E por isso funciona. B v S foi inserido às pressas num universo que não foi pensado para conter nem o Batman e nem a Liga, por isso soa forçado demais, e muitos dos problemas do roteiro vem desse enxerto mal feito.

Parece que toda a sequência que introduz Bruce Wayne no meio do embate entre o Supeman e Zod é uma retcon de Man of Steel.

A impressão que eu tive foi que o roteiro foi reescrito para inserir a Mulher Maravilha e a Liga no filme. Imagine o filme sem a Mulher Maravilha (por mais que você tenha gostado dela, depois de ter criticado bastante a escolha de Gal Gadot para o papel, claro) e sem as cenas com a Liga. Sem aquela sequência do sonho/realidade paralela do Batman com o Superman que tem a presença do Flash. Faz alguma diferença para a história que está sendo contada? Nenhuma.

O problema não foi o filme tentar construir um UCDC, foi ter sido reescrito para fazê-lo, e pior, ter utilizado Man of Steel como base.

5. “O filme tem referências demais

easter-eggs-and-the-deeper-concept-within-batman-v-superman-darkseid-907761

Outra crítica bastante comum foi o excesso de referências. Novamente, o problema não é o excesso de referências, mas o modo como foram utilizadas. As referências aos quadrinhos são inúmeras no filme. Mas há uma diferença entre você jogar uma referência para o público, fazer com que aquela parcela iniciada reconheça a referência e se divertir e jogar algo que comprometa a inteligibilidade do filme para o público. Dois exemplos.

Quando Bruce Wayne diz a Clark Kent que Gotham tem um problema com palhaços fantasiados, isso faz o público iniciado saber que ele está falando do Coringa. Isso é uma referência, não prejudica em nada o entendimento do filme nem da história que está sendo contada.

Quando o Flash aparece ao final da sequência do sonho/realidade paralela em que o Superman captura o Batman, isso está fazendo referência à tradição da DC de ter “multiversos” (como na saga Flashpoint, nas Crises etc.), porém a sequência fica perdida ali para o grande público, que terá, na melhor das hipóteses, que esperar até o próximo filme para a sequência ser explicada – se é que será. Aliás, a sequência inteira é totalmente dispensável dentro da história que está sendo contada, até mesmo dispensável do ponto de vista do argumento de que “aquilo é importante para a construção do UCDC na tela”. Não é. Teria sido um ótimo extra no blu-ray. Mas no filme ficou dispensável.

Dizem que não há cenas pós-créditos no filme. Mentira. A sequência inteira da Mulher Maravilha abrindo o arquivo que contém as imagens da Liga é uma cena pós-créditos. O problema foi que Snyder quis colocar aquilo no filme.

Ou seja, o problema não foi o excesso de referências, mas a maneira como foram utilizadas, gerando pontos sem coesão e dispensáveis durante o filme.

6. “Se você não gostou é porque não entendeu”

Batman-Movies-Worst-Moments

O filme oscila entre dois pólos. Ou reiterar o óbvio (a cena da morte dos pais de Bruce Wayne que é colocada DUAS vezes e mostrar o nome dos pais de Bruce quando ele os visita no cemitério para que você saiba que a mãe de Bruce e do Clark se chama Martha – a “grande sacada” para o Batman não matar o Superman no final), ou não explicar nada (além da referência ao Flashpoint já citada, você saberia dizer, só pelo filme, por que Lex Luthor odeia tanto o Superman? Ou por que ele quer a cabeça do Batman? E, se conseguir, você acha que isso dá minimamente conta da relação entre o Super e Luthor e entre o Batman e o Superman?).

Houve quem chamou essas inconsistências no roteiro de “deixar nas entrelinhas”, como se Snyder apostasse na inteligência do público. Que viu nessas falhas de roteiro um sinal da genialidade do “visionário” Zack Snyder. Nada mais equivocado.

Se você não acredita em mim, talvez acredite em Peter David, renomado roteirista de quadrinhos, que escreveu uma densa crítica sobre o filme, que você pode ler aqui, da qual destaco o seguinte trecho em que ele menciona algumas falhas no roteiro:

“A trama não serve especialmente para o Superman. Ele é culpado pela morte de pessoas no deserto sem nenhuma razão. Quando Lex Luthor rapta sua mãe, Martha, ele não consegue encontra-la sem nenhum motivo para isso (mesmo que consiga encontrar Lois Lane instanteneamente). Lex Luthor quer matar Superman sem nenhuma razão”.

(Peter David também faz uma ótima análise sobre o conflito Humanidade x Divindade no filme, vale a pena ler)

Nesse texto de Charlie Jane Anders é mostrado o quão superficial o filme é do ponto de vista do roteiro, do gênero, dos personagens e até mesmo da ação. E no texto é citado uma fala de David S. Goyer, roteirista do filme:

“Batman vs. Superman é para onde você vai quando admite pra si mesmo que já exauriu todas as possiblidades… É como Frankenstein Encontra o Lobisomen ou Freddy vs. Jason. É de algum modo admitir que a franquia está em seu último suspiro”

A fala é de 2005, quando os crossovers e universos compartilhados não eram altamente lucrativos nos cinemas e televisão, mas é interessante notar a opinião de Goyer. Se você quiser ver as falhas e inconsistências do roteiro analisadas, recomento esse texto.

12936533_1018631178231835_1059065869987720274_n

Para além do roteiro, muito se falou da “genialidade” de Snyder, e sobre ele ser o tipo de diretor que aposta na inteligência de seu público, mas veja que é exatamente o contrário. Sua declaração sobre a morte do Superman:

“Eu fiquei chocado que as pessoas não concluíram isso logo”

E, como bem apontou Peter David no texto citado, qualquer pessoa que tenha lido os quadrinhos do Superman sabia o que aconteceria no filme no instante em que viu Apocalypse nos trailers.

Snyder não é um gênio revolucionando o cinema. Ele só dirigiu um filme com um roteiro ruim, mas algumas pessoas viram nesse roteiro vago e direção problemática algo muito profundo, algo que você foi incapaz de enxergar, portanto, se você viu e não gostou, é porque não entendeu.

Essa é uma crítica genérica e que voltou em B v S. Tem gente já dizendo que, no futuro, o filme será um clássico, que está desafiando o formato, que está criando um novo tipo de blockbuster. Ou seja, que a proposta é grande demais para pequenas mentes, parafraseando o Lex Luthor no filme.

O Rogério Saladino fez a seguinte postagem no Facebook, não sei se falando diretamente de B v S, mas creio que sim, e faço minhas as palavras dele.

rogerio-saladino

7. “O filme está indo bem nas bilheterias, logo quem fala mal está errado”

Batman-V-Superman-fan-art-by-Niyoarts

O cinema é uma indústria e é óbvio que para os envolvidos é muito melhor ser aclamado pelo público que pela crítica. A bilheteria de B v S já está estratosférica, mas isso não diz absolutamente nada sobre a qualidade do filme. Se assim fosse, Michael Bay seria alçado à categoria de gênio e Homem de Ferro 3 seria um ótimo filme.

*

É isso. É possível que você tenha gostado do filme e não concorde comigo, que tenha gostado e concorde e mesmo que não tenha gostado e não concorde. Seres humanos são assim. Concordar ou discordar faz parte das relações humanas. Ser um escroto e ofender os outros é sempre opcional.

Anúncios

Sobre Nerdbully

Mestre do Zen Nerdismo.
Esse post foi publicado em Nerdbully e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

20 respostas para 7 respostas às 7 opiniões mais rasas sobre Batman v Superman

  1. Parabéns pelo texto, eu não poderia concordar mais. Eu sai do filme bastante decepcionado, apesar de ter entendido as referências do Flashpoint (devido ao jogo Injustice) e outras mais óbvias, a decepção foi justamente por esperar um filme épico e o filme tentar ser épico a todo o custo (cenas lentas, frases de efeito, 1 piada que nos obriga a rir…) e me entregar uma bagunça, uma coisa chata, um filme que eu já sabia a trama por ter assistido o trailer (que fui tbm obrigado a assistir pois passava em todas as sessões de outros filmes).

  2. Robson Campos disse:

    adorei o texto…
    eu assisti o filme e saí pensando… “meu, isso foi muito chato… o tom ficou tentando ser épico demais e sem motivo aparente…” eu não me incomodei com a sacada da martha, não me incomodei com o lex afetadinho do eisenberg, e gostei do bats e do modo de agir dele no filme…
    só me incomodei com o fato do super estar tão raso como personagem, e da mulher maravilha (q ficou ótima, e eu nunca achei ruim a escolha da gadot, na verdade eu adorei a escolha) ser praticamente inutil no filme. Ah, e mesmo curtindo o jeitão dele, a cena do flash foi horrenda…. desnecessária demais…
    eu fui ver o filme outra vez depois pensando mais em me divertir sem levar tão a sério e foi bacana… achei bem melhor e saí do cinema contente.
    Todo mundo tava prometendo um UCDC sério e dark, mas acho que se vc levar ele como “blockbuster de super-heróis” igual os filmes da marvel, vc vai curtir….

  3. E a parte que o apologista não consegue articular. O filme é simplesmente mal acabado Um de 250 milhões de dólares mal escrito e mal editado com ritmo bisonho. De resto ainda tem a falta de motivação em personagens ocos e sem empatia.

  4. vou adotar essa frase = “Concordar ou discordar faz parte das relações humanas. Ser um escroto e ofender os outros é sempre opcional.”

  5. vebisjr disse:

    Quem escreveu o texto?
    Poderia me procurar no face? Vebis junior da pagina sociedade jedi. Temos muito a conversar.

  6. Daniel Shazam disse:

    Concordei só com TUDO!

  7. Zaspers disse:

    Gostei demais do filme, um dos melhores. Até fui assistir novamente dublado para ver como ficou… Eu realmente gostei das diversas nuances que o filme trás, mas achei longo – única coisa que mudaria.

    Achei muito massa ver um Super que da medo e no final ver a redenção. Achei foda ver aquele Bat de verdade, que esta sempre a um passo na frente e preparado para tudo. Mulher Maravilha poderia ser mais definida, porque foda da batalha ela não vende muito o personagem, mas quando foi lutar, PQP!

    Principal… Não é um filme que você assiste e esquece em seguida, várias situações ficam reverberando na mente. Simplesmente demais! Queria ver mais filmes assim, infelizmente por conta das críticas (que realmente não compreendo), não terá mais.

    Assisti o filme inconsolado, me perguntando a todo tempo como as pessoas não gostaram desse filme. Mas acontece… A gente não pensa igual, e que bom, se todos fossem iguais o mundo seria um saco.

  8. Jonathan disse:

    Único erro de Batman V Superman é ter feito um HYPE gigante pra um filme sério… que “trata de política e sei lá mais o que…” Se realmente fosse visto como um filme de super heróis da Marvel por exemplo, seria menos decepcionante kkkk Me entristece mais o fato das opiniões divididas… Acredito que pra salvas esse UCDC teremos que colocar outras pessoas para tomarem conta… dispensar quem não está fazendo a coisa certa. Ainda assim achei o filme Mediano – Bom… mas esperava que fosse Ótimo – Épico. Me irritou mais os efeitos especiais sobre o Doomsday, pqp ele é um personagem que mata na porrada, usando pulso eletromágnético ou sei lá o que era aquilo kkkk. Triste com o Hype tão grande, mas ainda tenho fé na Warner, não mais no “DeuSnyder”

  9. Superman é culpado pela morte das pessoas no deserto sem nenhuma razão? Vai dizer q não lembra q o KGBesta estava lá? Anatoli Knyazev (KGBesta nos quadrinhos), “capanga chefe” de Luthor no filme, matou aqueles homens no deserto a mando de Luthor para incriminar o Superman (q foi quem atacou o chefe local q estava com Lois). E depois Lois ficou o filme todo tentando entender a origem daquela bala q era a única pista do real culpado. Superman não foi incriminado sem razão, foi Lex q armou o plano, assim como a explosão no Capitólio.

    Lex deixa bem claro porq ele quer matar o Superman, quando ele chama a Senadora Finch para conversar em particular. Ele diz que não acredita em Deus porq o pai batia nele qnd criança e Deus não o salvou dessa injustiça. Desde então ele se manteve revoltado contra qualquer tipo de figura divina superior, oq ele demonstra em seu discurso durante o evento em q Bruce Wayne conhece Diana Prince. Lex deixa claro por suas ações e discurso que ele odeia qualquer tipo de figura divina e é isso oq o Superman representa pra ele. O esforço dele em matar o Superman é provar que Deus não existe (ou que pode ser morto por mãos humanas).

    Sobre Lex querer a cabeça do Batman, era só parte da chantagem para fazer Superman enfrentar Batman até a morte, oq ele sabia q seria difícil, visto q ele, Lex, pessoalmente viu q Batman havia roubado a kryptonita. Além disso, qnd Batman tentou roubar a kryptonita de Lex Luthor da primeira vez, foi impedido por Superman, que não estava a par da rocha, mas que havia ido avisar Batman para parar de perseguir criminosos. Com certeza os capangas de Luthor sobreviventes informaram ele que Batman foi impedido por Superman, daí Lex descobriu a rivalidade entre os 2 e usou isso depois no filme como armadilha.

    Realmente, toda a sequencia do sonho foi muito mais por fanservice doq importante para o filme e careceu de explicações q só poderão serem dadas em outro filme. Na minha opinião, essa cena teria feito mais sentido se fosse uma cena final do filme, pois a função dela é fazer link com Liga da Justiça, q é o próximo passo na timeline dos filmes. E tbm concordo q a cena da Mulher-Maravilha poderia ser uma cena pós-créditos.

    Sobre a comparação com a Marvel, eu acho injusto e acho q não se aplica. A Marvel tem um tom específico q é recorrente para todos os seus filmes, mesmo os mais sérios (Capitão América: OSoldado Invernal). De maneira geral, em todos os filmes do Marvel Estúdios, os personagens não se levam à sério e há momentos de humor recorrentes durante os filmes. Nada contra, eu gosto! Mas o fato de haverem 12 filmes de super heróis com o mesmo tom, vindos do mesmo estúdio, mais os filmes da Fox e da Sony q tbm usam um tom engraçadinho em sua maioria, causa ao espectador uma sensaçãod e que há um padrão para filmes de super-herói, como se fosse criado um gênero novo.

    Poucos filmes de heróis foram alternativas à esse padrão, como Watchmen, Man of Steel e a trilogia TDK de Nolan, mas ai só temos 5 filmes contra 12, sem contar a frequencia com que saem filmes da Marvel. O UCDC que está iniciando agora foi planejado com um tom diferente, mais sério e realístico, onde os heróis são menos humanizados e mais fantásticos e inalcançáveis. Na Marvel, podemos nos identificar com Capitão América, Homem de Ferro ou Homem-Aranha. Na DC, no máximo, tem o Batman (até agora) e que mesmo assim ainda é o cara que todo mundo espera q esteja preparado para tudo.

    São mundos diferentes, com propostas diferentes e com personagens diferentes. Se for comparar dessa forma, ok, mas a maioria dos nerds critica negativamente porq não consegue se identificar com os personagens. Essas pessoas simplesmente esqueceram que os heróis da DC sempre foram assim, são “deuses entre nós”, realmente não pode haver identificação com o público. Porém isso é um pouco diferente do que tem sido feito nas séries, por exemplo, onde o Flash ainda não chegou ao topo dos seus poderes e Supergirl ainda é uma iniciante.

    Eu gostei da sua crítica sobre a forma brasileira de pensar (como se fosse um jogo de futebol) e acho q esse tipo de pensamento realmente tem q ser criticado em cada um de nós. Agora, sobre a Mulher-Maravilha não fazer diferença no filme, eu discordo, pois é ela quem dá o gancho para a existência de outros metahumanos naquele universo (que é o motivo de ter sido feito o filme). Claro, como ja disse (e vc tbm), a cena dela vendo os arquivos poderia mesmo ser uma cena pós-créditos, mas ela foi de estrema importancia na batalha final. Apocalypse teria destroçado o Batman se não fosse por ela.

    Superman e Batman teriam morrido porq era necessário q alguém segurasse o monstro enquanto Superman pegava a arma para matá-lo. Batman não teria dado conta, pois não havia previsto nada daquilo. Então sim, ela teve sua importância no filme. Agora, realmente, toda a sequencia do sonho era desnecessária naquele ponto do filme (e ao meu ver poderia ser até uma cena pós-créditos tbm ou uma cena final antes do enterro, por ex). Enfim, apesar de todos os erros, foi um filme que eu gostei muito, principalmente pela proposta diferente para filmes de super-heróis.

  10. Cabral disse:

    Otimo texto! Sabe o que eu sinto? Parece que existe um medo entre os diretores, roteiristas e envolvidos, o medo de parecer simples, cliche e obvio demais. O triste é que essa sina por tentar fazer algo serio, inovador e complexo torna o filme pior do que simples, torna o filme bobo e o que era pra ser complexo se torna inchado e maçante, realmente essa falta de informação necessaria atrapalha o filme demais, os motivos não convencem, era só fazer o basico cara e tudo daria certo, parece ruim esperar o basico? Não! Já que nunca vimos Batmam e Superman juntos no cinema.

  11. RONIN disse:

    Moçada, o filme pode não ser grande coisa para alguns, críticos ou fans. Mas é bem óbvio que Snyder teve uma proposta diferente, sem contar a coragem de arriscar um filme com esse nome (que apesar de chamativo é bem cafona).

    Acredito que o que conta mesmo é perceber que não se trata de uma disputa entre franquias (sejam os heróis da Marvel ou DC), Snyder fez um filme para todos, para aqueles que acompanham os quadrinhos e para os curiosos sobre os heróis que adormeceram nas sombras durante anos. O Universo DC é gigantesco e boa parte dele está sendo abordado nas séries de TV (para uma nova geração) e nos jogos, como DC Universe online.

    Do meu ponto de vista, é claro que eu esperava mais, os quadrinhos mais importantes eu acompanhei na minha adolescência como a morte e o retorno do Superman e o Cavaleiro das Trevas de Frank Miller. Eu compreendo a crítica de um modo geral, o filme faltou alguma coisa realmente, inclusive explicações para várias coisas, mas isso não tira o brilho do filme. O universo DC é pesado e complexo de uma forma geral, infelizmente o formato para os cinemas não deixa muitas escolhas, não apenas para Snyder mas para diversos outros diretores que com certeza estão repensando o mundo dos quadrinhos nos cinemas.

    E ficou aí a introdução de algo maior e que poucos teriam a coragem de produzir nos cinemas, a Liga da Justiça, que com certeza não será um filme qualquer, e BvS teve o peso de introduzir esse universo adormecido da DC. Eu assisti positivamente, tenho várias críticas claro, mas não senti vontade de subjulgar o filme. E pra finalizar, o cara conseguiu colocar o Doomsday no filme (inusitado, mas realmente incrível). Com o pequeno detalhe pela referencia dos sinos que o Lex faz referencia ao final do filme, poxa… Fantástico, a possibilidade de introduzir o Darkside nos filmes, é no mínimo curioso. Eu deixo aqui como referência uma espécie de prévia do que estar por vim. Assistam a animação: Justice League: War.

  12. hellbolha disse:

    Sensacional post! Aplaudindo de pé!

  13. roberto robson disse:

    Porra, por que complicar tanto? Tantas minúcias para botar abaixo ou defender um filme? Estão elevando todo o contexto a um patamar filosófico. E se estão elevando a esse ponto é porque há um conteúdo relevante e polêmico ( o que nesse caso justifica tanta complicação) o que já torna o filme interessante. Blade Runner dividiu também a crítica na época e foi fracasso de bilheteria nos USA e só depois de muito tempo foi alçado à condição de cult movie. Eu simplesmente gostei de Batman vs Superman. Achei uma boa adaptação de quadrinhos (e a proposta era essa e o interessante é que quase ninguém critica as HQs) e foi um bom entretenimento.

  14. Pingback: Eu devo um pedido de desculpas a Zack Snyder? | Quadrinheiros

  15. Muito boa crítica, porém eu discordo dela.

    Eu definitivamente não vejo problemas em incluir uma cena “à parte” no filme pra estabelecer algo futuramente, assim como deixar “pontas soltas” para serem amarradas nos próximos filmes. A edição definitiva do filme resolve alguns “problemas” aqui citados. O roteiro é muito mais amarrado e melhor desenvolvido. Pra mim, o erro de boa parte dos críticos é falar do filme sem antes entender a proposta do diretor – qual caminho decidiu seguir e como pretende desenvolver suas tramas.

  16. felipe disse:

    eu to meio atrasado,mas concordo um pouco com o que o comentarista escreveu,mas em comparação com guerra civil pra mim bvs foi melhor,pois bvs me entregou algo q eu nao esperava e guerra civil nao,nao achava q eles matassem o Superman e achava q eles matariam o cap. america,fiquei um pouco decepcionado com o cap america 3

  17. Eu achei o filme muuuuuuuuito foda!
    Já assisti mais de 50 vezes desde quando foi lançado…. #BatmanvsSupermanéoBicho

  18. Pingback: Quando você não é o público-alvo | Quadrinheiros

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s