Direto da fonte: As Tartarugas Ninja de Eastman e Laird

Você sabe quem são as Tartatugas Ninja. Seja porque viu o desenho na década de 90, os filmes, a série live-action ou mesmo os últimos cartoons, você sabe quem são Leonardo, Raphael, Michelangelo e Donatello e também sabe que são pintores renascentistas – graças ao desenho, e não às suas aulas de História. A trupe de coadjuvantes também é igualmente famosa: April O’Neil, o Destruidor (às vezes traduzido como Retalhador), e, é claro, mestre Splinter.

teenage_mutant_ninja_turtles_cartoon

Mais uma vez as Tartarugas estão de volta em um filme dirigido por Jonathan Liebesman e produzido pelo Michael Bay que está indo bem nas bilheterias. Não há como negar, Bay sabe produzir um blockbuster… mas esse post não é sobre ele, nem sobre os quelônios ninjas, mas sobre seus criadores.

tmnt-all

Aqui os quadrinhos que deram origem a essa poderosa e rentável franquia são menos conhecidos. Uma coletânia sob o saudoso selo Sampa Graphic Album (que já comentamos aqui), uma reedição em pb pela Devir de algumas dessas histórias e só.

Ainda menos conhecidos são os criadores das Tartarugas, Kevin Eastman e Peter Laird. Esse post é sobre eles e como criaram um dos grupos de heróis mais bizarros da cultura pop.

A vida sem dúvida era mais difícil para aqueles que queriam produzir de maneira independente na década de 80… sem um Facebook para uma divulgação rápida e quase instantânea por meio de compartilhamentos, sem financiamentos coletivos… mas de maneira nenhuma impossível.

Kevin Eastman e Peter Laird conceberam a ideia das Tartaruas Ninja durante um brainstorm. Elas foram pensadas inicialmente como uma paródia de três quadrinhos bastante populares na época: Demolidor (na fase de Frank Miller), Ronin (também de Miller, vendido como “o primeiro mangá americano” – e espero que tenha sido o último) e Os Novos Mutantes (de Chris Claremont). Com a ideia na cabeça os dois pegaram uma grana de um reembolso de impostos e um impréstimo de um tio de Eastman e publicaram o primeiro volume das Teenage Mutant Ninja Turtles com cerca de 40 páginas e uma tiragem de cerca de 3000 cópias. E, como se diz… o resto é história.

TeenageMutantNinjaTurtles1Page2

Qual lição que tiramos disso? Simples. Aposte nas suas ideias, faça acontecer. Não importa o quão cretinas elas sejam. Quem em sã consciência diria que um grupo de quatro tartarugas ninja adolescentes mutantes com nome de pintores renascentistas criadas e treinadas por um rato mutante ninja se tornaria uma das franquias mais rentáveis do mercado de entretenimento? Ninguém. E, como diria um outro mestre com o qual aprendi muito no caminho do zen-nerdismo:

Você, eu… ninguém vai bater tão forte quanto a vida. Mas não se trata de bater forte. Se trata de quanto você aguenta apanhar e seguir em frente, o quanto você é capaz de aguentar e continuar tentando. É assim que se consegue vencer. 

Anúncios

Sobre Nerdbully

Mestre do Zen Nerdismo.
Esse post foi publicado em Nerdbully e marcado , , , . Guardar link permanente.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s