O Batman virou o Demolidor da DC?

batman demolidor

Conheça o Batman de Chip Zdarsky.

O fato do Batman e Demolidor serem vingadores urbanos insuperáveis em seus respectivos universos sempre gerou uma comparação entre os dois e de fato aproximá-los não é algo difícil, como já vimos em crossovers passados: Eye for an Eye (1997, publicada aqui em 1998) de D. G. Chichester e Scott McDaniel e  King of New York (2000, publicada aqui em 2003) deAlan Grant e Eduardo Barreto.

Em Eye for na Eye o Demolidor é levado a Gotham City ao investigar uma série de assassinatos, também investigados pelo Batman, com o principal suspeito sendo Duas-Caras, que, trabalhando em conjunto com Mr.Hyde, planejam um golpe. Já em King of New York  os heróis se envolvem com a Mulher-Gato, Espantalho e o Rei do Crime em uma trama que mistura roubo de informações e ondas de violência urbana em uma disputa entre o Espantalho e o Rei do Crime.

A similaridade entre dois personagens já foi até alvo de piada na fase do Demolidor com Mark Waid na edição 24 publicada em 2013 (aqui em 2014), que você pode ver abaixo.

demolidor batman vermelho

Mas parece que as comparações serão mais que inevitáveis agora, uma vez que o roteirista Chip Zdarsky assumiu a posição de principal escritor do Batman vindo de uma interessante fase com o Demolidor (saiba mais aqui) que ainda não terminou. Exatamente. Zdarsky escreverá os dois personagens ao mesmo tempo. O fato tem algum precedente.

Frank Miller também escreveu os dois personagens simultaneamente no longínquo e saudoso ano de 1986, mas a sua obra com o Batman na época, The Dark Knight Returns (O Cavaleiro das Trevas), foi uma minissérie em quatro edições somente e sua passagem pelo Demolidor estava no fim com a publicação de Born Again (A Queda de Murdock).

Zdarsky escreverá os dois personagens em suas séries mensais que se iniciaram recentemente nos Estados Unidos com a publicação de Batman #125 (desenhos de Jorge Jimenez)  e Daredevil #1 (desenhos de Rafael De Latorre e Marco Checchetto). Além do principal título do personagem, também está em publicação uma nova história de origem escrita por Zdarsky, Batman: The Knight, com a publicação iniciada no começo do ano e com previsão de 10 edições.

Como acontece com todo escritor com um grande volume de produção é comum a repetição de certos temas, artifícios, tramas etc. Um cliché específico daquele autor na pior das interpretações, uma espécie de assinatura, uma marca autoral nas melhores.  E já é possível notar isso na primeira edição de Zdarsky em Batman.

(SPOILERS A SEGUIR)

A trama começa com as pessoas mais ricas de Gotham sendo assassinadas. Logo descobrimos que o mandante do crime é Oswald Cobblepot, o Pinguim. No leito de morte e ressentido por não poder gozar da própria fortuna, ele não só decide vingar-se da alta burguesia de Gotham como arma para fazer com que pareça que o Batman o tenha assassinado. No entanto, a questão não é a riqueza em si, mas o modo com as pessoas a adquiriram.

O ressentimento do Pinguim também passa pelo fato de que a classe mais abastada de Gotham é uma casta de herdeiros, e não de pessoas que conquistaram a própria fortuna, como ele próprio. No entanto (e isso parece ser importante para o desenrolar da trama nas próximas edições), Batman lembra do fato de que Pinguim também é um herdeiro, e não um homem que conquistou a fortuna com o próprio esforço, um legítimo representante do Sonho Americano, um self-made man, como afirma em seu discurso.

A questão das diferenças socioeconômicas como um importante marcador da violência já apareceu nas páginas de Zdarsky com o Demolidor e parece que também será um tema importante em sua fase com o Batman.

batman chip zdarksy

(FIM DOS SPOILERS)

Zdarsky está sabendo manter a coerência e qualidade das histórias com o Demolidor e pode fazer o mesmo com o Batman. Da última vez que alguém escreveu os dois personagens tivemos excelentes histórias e de quebra obras-primas como The Dark Knight Returns e Born Again.

Os augúrios não poderiam ser melhores para ambos os heróis e seus fãs.

Sobre Nerdbully

AKA Bruno Andreotti; Historiador e Mestre do Zen Nerdismo
Esse post foi publicado em Nerdbully e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s