A série Gotham vale a pena?

Veja a seguinte premissa:

Um policial honesto em início de carreira lutando contra o crime e a corrupção policial em uma cidade decadente.

Te interessou? Provavelmente não. Mas e se eu te dissesse que a cidade é Gotham? E se eu te dissesse que esse policial é James Gordon? Provavelmente sua cabeça acaba de explodir, assim como a minha explodiu ao saber da série Gotham, que estreiou segunda-feira na Fox dos Estados Unidos com bons índices de audiência e boas críticas.

E na terça-feira aqui no Brasil já tinha gente reclamando da série. Bom, já disse uma vez que opinião é igual bunda: cada um tem a sua e dá quem quer. Vou dar a minha opinião aqui também, deixando bem claro que sou um fã da mitologia do Homem-Morcego, mas não incondicional.

gotham

A série foi desenvolvida por Bruno Heller (que também assina as séries Roma e The Mentalist) e o piloto também foi escrito por ele.

Logo no início confirmamos tudo o que já sabemos sobre Gotham: a cidade é tomada pelo crime e corrupção, até dentro do departamento de polícia. Mas há um policial – detetive, na verdade – honesto: James Gordon.

Também presenciamos a clássica (e vista mais de mil vezes e das mais diferentes maneiras) morte dos pais de Bruce Wayne, que é praticamente igual à versão apresentada nos filmes do Nolan, com a exceção de que a jovem Mulher-Gato (que fica aparecendo diversas vezes no episódio sem acrescentar nada) presencia a cena.

Também vemos a jovem Hera Venenosa (que teve seu nome mudado para Ivy Pepper), o perito criminal Edward Nigma (futuro Charada) e o aspirante a mafioso Osvald Cobblepot  (o Pinguim),  que parece que terá um papel relevante na série.

O primeiro episódio – e a série também – gira em torno da investigação sobre quem matou os pais de Bruce Wayne – que não foi um simples assalto, mas sim parte de uma conspiração maior. Também é indicado que haverá uma guerra entre a máfia, uma vez que a liderança de Carmine Falcone (chefão do crime de Gotham e conhecido do grande público também pela trilogia de Nolan) está fragilizada.

Gotham-cast

E é isso. Já vi gente reclamando das versões jovens dos vilões, do elenco, da locação etc. Mas sinceramente acho que nada disso prejudica o primeiro episódio. Bruno Heller foi extremamente competente ao contar mais uma vez uma história conhecida do grande público ao mesmo tempo em que introduz o ganho central da trama: quem matou os pais de Bruce Wayne?

Gotham certamente fará mais alterações na mitologia do Morcego. Isso é natural, é necessário e não obrigatoriamente ruim. Não vi ninguém reclamando das alterações feitas por Nolan (como o fato de Bruce Wayne ter sido treinado por Ra’s Al Ghul) e por que? Porque é uma boa história.

Gotham-TV-Show-Cast-Photo

A série parece promissora – curti o primeiro episódio. O mesmo não aconteceu comigo com Agents of Shield  – que dizem que fica muito boa após o episódio 11. Mas quanto tempo da minha vida vou ter que perder até chegar lá? Exatamente 10 horas, 7 se você cortar os comerciais. Vale a pena investir tanto tempo na esperança de que algo ruim se torne bom?

Às vezes sim, às vezes não. Dormi no primeiro episódio de Battlestar Galactica, mas resolvi assistir de novo… e simplesmente descobri a MELHOR SÉRIE de ficção científica que já vi na vida (que não me apedrejem os fãs de Star Trek).

Eu certamente verei o segundo episódio de Gotham, e você?

Anúncios

Sobre Nerdbully

Mestre do Zen Nerdismo.
Esse post foi publicado em Nerdbully e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para A série Gotham vale a pena?

  1. God Zamiel disse:

    Eu achei a série bastante promissora e certamente vou continuar a ver.
    Adorei ver os grandes planos de Gotham pedindo Batman sobre seus telhados. A mansão dos Wayne também foi muito bem representada, parecia saltar das páginas dos comics.

  2. Nerdbully disse:

    Gostei mais do episódio 2. O clima noir ficou mais denso.

  3. Pingback: Uma nova chance ao Demolidor: quadrinhos, séries e adaptações | Quadrinheiros

  4. Excelente texto, Gotham foi uma das poucas séries que parei para assistir e gostei logo do primeiro episódio, até mesmo a melhor série de todas para mim que é Spartacus, demorou cerca de três ou quatro episódios para me convencer a assistir. O final do primeiro episódio é brilhante, realmente passa tensão. Pena que alguns episódios da série tropeçaram em sí, o ultimo que eu assisti foi o 15, a meses atrás. Ainda assim, me identifico bastante com o Jim Gordon, acho ele tão bom quanto o de Ano Um (que para mim é o verdadeiro protagonista dessa HQ, e não o Bruce, mas é só minha perspectiva). Acho até ele na série, muito melhor usado que em boa parte dos quadrinhos que eu vejo do Batman, onde em boa parte das vezes ele é usado só como um personagem para atualizar o leitor da situação.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s