Papo Quadrinheiro: Por que os anos 80 não nos deixam em paz?

papo quadrinhos anos 80 oitenta podcast quadrinheiros

Nesse episódio um papo sobre a mais nostálgica das décadas que não nos deixa em paz: os anos 80! Por que gostamos tanto (ou não) desses anos malditos (ou não)? Descubra nesse episódio.

Sobre Nerdbully

AKA Bruno Andreotti; Historiador e Mestre do Zen Nerdismo
Esse post foi publicado em Nerdbully, Papo Quadrinheiro, Picareta Psíquico e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Papo Quadrinheiro: Por que os anos 80 não nos deixam em paz?

  1. Oi a todos,

    O episódio ficou bem legal. Essa questão de nostalgia dos anos 80 é bem curiosa mesmo.
    Algo que me chama atenção é que se compararmos filmes de décadas anteriores, de certa forma a produção dos anos 80 representava a própria época, mas com uma intensidade para agradar outras gerações. A grande sacada do Spielberg, por exemplo, era fazer filmes que já no lançamento poderia agradar a molecada, como seus pais e avós.
    Se pensarmos em “Embalos do Sábado a noite”, por exemplo, tem gírias, roupas e hábitos muito setentista. Se compararmos o vestuário, por exemplo, com fotos da época, é muito próximo. Os filmes do James Jean e o jovem Marlon Brandon, são muito de sua época, nos mínimos detalhes. Vai passando o tempo, se a obra não tem valores mais universais, fica nichado para quem viveu a época. Nestes exemplos, desde forma de falar, andar, música é muito focada no próprio tempo.
    Agora, pensemos em Clube dos Cinco. Se pegarmos fotos da época, os arquétipos estão lá, porém, de forma mais suave. A gótica, por exemplo, era mais suave, ao comparar com fotos de shows do The Cure, por exemplo, o mesmo com os demais. O “Curtindo a vida adoidado”, por exemplo, todas as roupas e tal são da época, mas leves. Aí na cena musical coloca “Twist and Shout”, que fala com outras gerações. Uma série como “Punky, a Levada da Breca”, que foi bem famosa na época nos EUA e no Brasil, em que as crianças se vestiam de forma muito da época, não causa a mesma nostalgia com outras gerações.
    O Glenn Hughes, pelo menos na minha memória, coloca roupas, trejeitos, cabelos, muito exageradamente anos 80 nos alívios cômicos, vilões, ou personagens secundários. Os principais estão em sua época, mas não chega a ser agressivo para outras gerações.
    Mesmo na trilha sonora, aparece muito New Wave, Glam Rock, Punk, e tudo o mais que tinha na época em vários filmes e séries, porém, normalmente as trilhas escolhidas já conseguiam conversar com outras gerações. Por exemplo, em geral, quando aparece Punk, é o repertório um pouco mais abrangente.
    Posso estar errado, pensando mais da minha memória.
    No caso da dublagem, tem o fator que os anos 80 os filmes dublados melhoravam atuações e textos de muitos atores. Tipo, Stalonne Cobra no original é ruim o texto e atuação, para mim pelo menos, e tudo o mais, mas a dublagem torna o filme bem mais legal. Frases como: “Você é um cocô!”. Ou aquele dublador que colocava: “Ô Diabo” em um monte de frase. Então acho que além de termos que se relacionam melhor conosco, as vezes mesmo melhoravam algumas coisas.
    Acho que ocorre nos quadrinhos também. Se pegarmos super-herois dos 60 e 70, é tudo muito da época, desde roupa, cabelos e tal. Nos 80, uma hq como “Queda de Murdock”, além do roteiro em si, tem vestuários mais neutros. Mas pode ser impressão minha.
    Tudo de bom a todos e parabéns pelo trabalho!
    Tiago de Lima Castro

    • Nerdbully disse:

      Verdade. Na série do Highlander o Duncan McLeod era uma porta, a dublagem melhorou muito a atuação do Adrian Paul. rs

      Seu ponto parece ser que os anos 80 foram mais “universais” e com uma diversidade de produções. Pode ser. É um ponto interessante.

      Obrigado por nos acompanhar.

      Abraço!

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s