O Pântano dos Namorados: O Monstro e Abby Arcane

O Dia dos Namorados não foi feito só para humanos…

Geralmente vemos histórias com tons românticos com personagens como Superman, Lanterna Verde, Homem-Aranha, entre outros heróis tradicionais dos universos Marvel/DC, mas será que só os heróis tradicionais que amam? Bom não são só eles, temos também alguns casos  como o do… Monstro do Pântano.

A Saga do Monstro do Pântano possui um dos relacionamentos mais marcantes da DC: Monstro do Pântano e Abby. Uma relação que inicialmente pode causar certo estranhamento.

Os dois vivem em um mundo assustador onde o próprio inferno faz uma divisão política pela existência de um mal maior (John Constantine), vampiros subaquáticos e todo tipo de coisa bizarra que você possa imaginar, porém eles não deixam de ver esperança e amor um no outro, sendo assim um dos casais mais icônicos de toda a história do Selo Vertigo.

Uma das histórias mais marcantes envolvendo o casal é Rito de Primavera, em que a relação dos dois é mostrada em uma edição psicodélica que lhe faz girar o gibi e experimentar um pouco das sensações que só o fruto do Monstro do Pântano pode lhe proporcionar. Essa é uma das histórias mais famosas do personagem, porém está longe de demonstrar o afeto do casal Holland e Arcane em todas as dimensões.

A relação de Monstro e Abby é explorada durante todos os números da série, mas quase no fim da fase de Moore há um arco especial, quando quando Abigail é presa por manter relações com uma criatura não humana e o Monstro do Pântano transforma Gotham em uma selva, dizendo que tudo só volta ao normal quando devolverem sua esposa. Isso desperta inclusive um conflito com o Batman em que Alec Holland não economiza golpes contra o Homem-Morcego. A resolução dessa história é de uma sacada genial envolvendo Batman e Monstro do Pântano com uma pequena citação ao Superman, em que Batman diz que se deve-se punir todos os relacionamentos com criaturas não humanas, deveríamos começar com o alienígena de Krypton.

Também há um arco em que Abby morre e esse é um dos momentos mais eletrizantes da saga, as cenas são fortes (a partir daqui as histórias do Monstro do Pântano começaram a ser publicadas sem o Comics Code Authority) e a história te prende de forma única. O Monstro de forma alguma aceitaria a perda de sua amada, e parte em uma viagem pelo desconhecido, passando pelo céu e chegando ao inferno. Moore remonta à Divina Comédia e desenvolve uma saga magistral envolvendo o casal que criou para suas histórias. Após Alec Holland trazer sua amada de volta à vida, só lhe resta chorar e aproveitar os momentos ao seu lado.

A relação dos dois é tão marcante que foi explorada por outros autores.Na fase de Rick Veitch, por exemplo, o casal dá um passo adiante e tem uma filha (com ajuda de John Constantine).

Em pleno dia dos namorados seria impossível não lembrar do casal deles, mas não só deles. Poderíamos falar da relação entre Jesse Custer e Tulipa, Shade e Katty, Constantine e Kit… entre diversos outros que marcaram o mundo dos quadrinhos com seus personagens peculiares. Mas há algo de especial em Holland e Arcane.

Alan Moore ao desenvolver A Saga do Monstro do Pântano não fez só o horror, críticas sociais, conteúdo histórico e todas as referências, mas balanceou os momentos difíceis e assustadores com outros muito bonitos  equilibrando um mundo decadente com um ponto de esperança para o protagonista da série.

Holland e Arcane foram desde o inferno até o rito de primavera, já passaram por ótimos e péssimos momentos e ainda assim continuaram juntos. A relação sólida dos dois foi demonstrada por diversas edições e autores pós Alan Moore, e nada melhor para o dia dos namorados do que relembrar um pouco dessa grandiosa história. Então aproveite e compartilhe esse quadrinho com quem está junto de você para que entenda um pouco do seu amor pela Nona Arte e por essa HQ, além de ser uma homenagem ao próprio amor, pois, como Moore nos ensinou, este não reconhece fronteiras.

Hoje no dia dos namorados teremos festa em todo lugar, inclusive no pântano de John Holland e da senhorita Arcane.

Anúncios

Sobre John Holland

Procurando significados em páginas de gibi enquanto viaja pelos trilhos do conhecimento e do metrô. Sempre disposto a discutir ideias e propagar os quadrinhos como forma de estudo, adora principalmente a Vertigo, está sempre disposto a conhecer novos quadrinhos e aprender o máximo de coisas possível!
Esse post foi publicado em John Holland e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s