Das histórias que não se deve esquecer: Hiketeia

wonder-woman-hiketeiaRelembre a tragédia grega de Greg Rucka e J. G. Jones sobre Justiça, Dever e Vingança.

Hiketeia começa com a jovem Danielle Wellys, que está sendo perseguida pelo Batman. Procurando a ajuda da Mulher Maravilha, ela realiza o ritual de hiketeia, palavra de origem grega que significa súplica.

Na história, a hiketeia é definida da seguinte forma:

Hiketeia é lei. Hiketeia é ritual. Jamais deve ser ignorada. Como todos os rituais, ela tem regras. Quebrar as regras é sacrilégio. Onde os deuses são vivos e poderosos… onde o ritual é aplicado conforme a tradição e a lei…recusar ou negar é impensável. E violar a promessa de hiketeia… aceitar e depois negar a proteção e auxílio a um suplicante resulta… na mais selvagem punição. Não é apenas hospitalidade. É mais do que abrir sua casa para alguém. Aceitar hiketeia é assumir completa responsabilidade pelo suplicante. Através da humilhação em um ritual, prostrando-se no chão e coisas do gênero… o suplicante troca o próprio valor e honra pelos de seu protetor. Ele retém um único poder… só ele pode findar a obrigação.

Sem saída, a Mulher Maravilha aceita a hiketeia da jovem e com isso temos o conflito que moverá a história: como será o embate entre O Cavaleiro das Trevas e a Princesa Amazona? No entanto o herói da tragédia não é nenhum dos dois, mas sim Danielle Wellys, se levarmos em conta que na tragédia o herói é a vítima arbitrária do destino.

hiketeia-1

Nascido na Grécia Antiga numa espécie de interlúdio entre o mythos e o logos, o pensamento trágico pode ser resumido como a tentativa consciente de luta contra o destino decretado pelos deuses, luta esta que está fadada ao fracasso. É o caso de Wellys, perseguida por uma entidade que representa a Justiça (Batman), tentando escapar a todo custo e tendo como último refúgio a ajuda de uma entidade que representa o Dever (Mulher Maravilha), resultando num embate em que só pode haver um vencedor, cuja solução é impossível: Justiça x Dever.

Até então não sabemos o motivo do Batman perseguir Wellys, apenas podemos postular que, se Batman a persegue, é porque cometeu algum crime. É somente próximo ao final da trama que ficamos sabendo as motivações da jovem.

Wellys assassinou por Vingança os quatro homens que aliciaram sua irmã, levando-a para o mundo da prostituição e viciando-a em drogas pesadas como forma de controla-la, o que culminou com sua morte. É somente a partir do momento que conhecemos o que a levou a cometer os assassinatos que podemos solidarizar com o herói trágico, sentir compaixão pela vítima do destino. É também assim que pode haver catarse na tragédia de acordo com Aristóteles, pois ela proporciona a compaixão pelo herói e o temor de que algo parecido venha a acontecer com o espectador.

hikeletiapg72

No embate inevitável entre Batman e Mulher Maravilha, o Homem Morcego sabe que não pode vencê-la, então tenta utilizar-se de um último estratagema: ele prostra-se diante da Guerreira, realizando ele o ritual de hiketeia, que é recusado. E aqui há um ponto que merece ser melhor explorado.

Se o ritual pode ser recusado, por que Diana o aceitou? Rucka tenta uma explicação. A Mulher Maravilha diz que simplesmente não pensou ao aceitar o ritual e que, mesmo se soubesse o que aconteceria, não sabe se teria agido diferente, talvez por representar justamente o Dever frente a uma irmã num momento de necessidade.

O problema é que Batman, ao utilizar-se do ritual diz Eu o uso como seus ancestrais usaram. Como fizeram Licaão e Aquiles. Porém, assim como Aquiles recusa a hiketeia de Licaão na Iliáda, a de Batman também é recusada. Por que isso acontece se no início da história nos é dito que onde o ritual é aplicado conforme a tradição e a lei recusar ou negar é impensável ?

John Gould, em um artigo chamado Hiketeia aponta para o fato de que quando Aquiles recusa a hiketeia de Licaão e o mata, ele não está mais tocando o joelho de Aquiles, o que, ritualisticamente (ou seja, para a aplicação do ritual “conforme a tradição e a lei”), seria importante. Podemos notar que Diana afasta-se de Batman e este não mais toca seus joelhos no momento da recusa.

hikeletiapg88

Diante daquela situação impossível Danielle Wellys decide tirar a própria vida e suas últimas palavras liberam a Mulher Maravilha da hiketeia, um desfecho digno de qualquer tragédia grega.

Ubaldo Puppi no artigo O trágico: experiência e conceito afirma que a tragédia é a arte da denúncia e a história se mostra trágica também no sentido de denunciar os abusos e violências sofridos por mulheres, retratado pelas motivações do herói trágico da história.

Ainda de acordo com Puppi e mostrando novamente o caráter trágico da história, o herói trágico é aquele que sofre até as últimas consequências a violência como denúncia e, após a ira dos deuses ser descarregada sobre o herói é que a normalidade pode retornar à comunidade, exatamente o que é proporcionado pela morte de Wellys e liberação da Mulher Maravilha de seu juramento, a conciliação entre Justiça e Dever.

Uma obra de arte pode ser tão superficial ou profunda quanto seu leitor. Hiketeia é uma história de super-heróis, é entretenimento e é um produto. Mas também é uma tragédia grega, suscita reflexões e é uma obra de arte. Por isso a história é digna de não ser esquecida.

hiketeia-cover

Sobre Nerdbully

AKA Bruno Andreotti; Historiador e Mestre do Zen Nerdismo
Esse post foi publicado em Nerdbully e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Das histórias que não se deve esquecer: Hiketeia

  1. João Gabriel Rodrigues de Oliveira disse:

    “Uma obra de arte pode ser tão superficial ou profunda quanto seu leitor.”

    É por isso que eu pago a minha internet! rsrs…

    Me senti melhor agora. Eu sempre gostei dessa obra, mas percebia que muitos não davam a devida importância. Na verdade, nem eu mesmo sabia muito bem o que ela tinha de tão legal. Lendo sua análise eu pude perceber. Realmente, é uma grande obra que definitivamente não deve ser esquecida!

    Li a muito tempo atrás, e recentemente consegui adquirir um exemplar usado em perfeito estado. É uma das mais importantes peças da minha coleção.

    Parabéns pelo texto Nerdbully! Excelente, como já é de costume..

    • Nerdbully disse:

      Ola, João. Sim, Hiketeia tem vários níveis de leitura e mesmo sem todas as referências a história desperta reflexões num leitor atento. Obrigado pelos elogios e abraço!

  2. Reli semana passada e continuo considerando uma das melhores da Mulher Maravilha. Se fosse levada as telas como animação…

Deixe uma resposta para João Gabriel Rodrigues de Oliveira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s