Alan Moore: profeta do Apocalipse?

alan-mooreSerá que um dos magos quadrinistas pôde prever o Apocalipse para 2017?

A palavra Apocalipse geralmente remete ao fim do mundo, escritos religiosos e coisas que sempre nos lembram medo e desespero. Alan Moore em Promethea o cita como Revelação e diz que acontecerá em 2017, provavelmente algo como uma mudança na forma de como se dá a vida humana, quase que como uma revolução. A revelação de Moore significa informação, o mundo iluminado por ideias e informação em um volume nunca antes visto.

promethea-apocalipse

A profecia do Apocalipse em Promethea

Por volta dos anos 2000 a internet começou a disseminar-se pelo planeta. O impacto que a rede trouxe para o mundo foi enorme e provavelmente não tenhamos total noção até hoje de todas as mudanças que isso trouxe para a vida humana. Todos os campos foram afetados, desde a política até a medicina ou a engenharia, muito do que sabíamos até o momento foi modificado por esse grande invento. Toda a modificação nas formas de trabalho e relações humanas aconteceram pela aceleração vertiginosa da troca de informações e tanto a computação em geral quanto a internet baseiam-se em circulação de informação.

k2_items_src_4cd5973a7c2085986240cae9b1f23d5c-900x450

Tudo está conectado

Comunicação, linguagem e conhecimento são alguns dos pilares para entender o que Moore (e também Morrison) entende por magia. A internet e a computação ampliaram esses três pontos de uma forma nunca antes vista; a facilidade de comunicação e o acesso ao conhecimento tornou-se algo mais e comum após a disseminação dessas tecnologias.

foto-tom

Assembly?

Alan Moore uma vez disse que o único lugar em que existem deuses e demônios inegavelmente é em nossas mentes. Isso pode ser interpretado de diversas formas, porém em Tom Strong vemos esse conceito aplicado quase que literalmente; uma sociedade Asteca futurista possui um Deus e eles o criam em códigos de programação. Programam uma divindade, por meio de linhas de código, porém ele foi concebido de uma ideia comunicada a um software que transmutou aquilo para outro software. Um novo tipo de linguagem surgiu no século XX, a programação que é a utilização de sequencias de códigos que são convertidas em binário (01), ou seja, instruções baseadas em informação. As possibilidades são muitas e todo tipo de dispositivos que utilizamos necessita dos códigos, desde o micro-ondas que você digita o tempo, até supercomputadores que nem temos acesso.

O que mais se ouve falar é sobre o IBM Watson e ele já está operando em alguns campos. Um computador cognitivo como o Watson aprende, pode ser ensinado e treinado por humanos, pode dar respostas, identificar imagens e fazer coisas inimagináveis. A aplicação disso é gigantesca, um bom exemplo é a utilização dessa tecnologia na medicina, esse computador poderia ler todos os livros da área em questão de minutos, coisa que um médico perderia a vida toda e talvez não terminasse der ler tudo, ou seja, o profissional poderia se focar nas partes cruciais que apenas um humano pode fazer, ao mesmo tempo que seu caro Watson faria toda a pesquisa. Isso já acontece. Em um caso no Japão o computador conseguiu detectar um tipo raro de Leucemia que os médicos erraram o diagnóstico, isso está sendo aplicado em mapeamento de genomas, brinquedos que auxiliam na educação de crianças, produções musicais e em todo tipo de indústria possível.

cognitive-computing-in-insurance-going-beyond-predictive-analytics-12-638

A tendência é uma maior popularização da computação cognitiva, os impactos positivos e negativos disso veremos com o tempo, porém é inegável que isso muda muito como os dados serão tratados. Estamos presenciando o nascimento de uma ferramenta que modifica muito nossa interação com a informação e podemos ter novamente uma mudança radical em todos os setores da sociedade, desde a política até a medicina ou a engenharia. Ainda não podemos afirmar que o impacto da computação cognitiva será tão grande quanto o da internet, porém já vemos aplicações que podem ser importantes para o futuro do desenvolvimento da sociedade e alguns imaginam que isso pode revolucionar como usamos a tecnologia.

Se levarmos em conta o que é dito em Promethea, talvez faça sentido o Apocalipse de Moore previsto para 2017. A percepção de uma mudança drástica na quantidade, velocidade de criação e disseminação do conhecimento através de novas formas de comunicação de linguagem provavelmente levaram Alan Moore pensar que algo aconteceria nesse período.

promethea-fig-02

A informação é um fator crucial para o desenvolvimento humano e a facilidade ou dificuldade de como o conhecimento chega nas pessoas tem uma forte influência no desenvolvimento da sociedade e de suas tecnologias; assim como a internet e nossos amados computadores binários revolucionaram o mundo, a computação cognitiva talvez possa fazer algo parecido com nossas vidas e nos trazer um Apocalipse (entendido como o mundo iluminado por ideias e informação em um volume nunca antes visto) como profetizou o Mago.

*

Conheça em detalhes a obra no vídeo abaixo:

Anúncios

Sobre John Holland

Procurando significados em páginas de gibi enquanto viaja pelos trilhos do conhecimento e do metrô. Sempre disposto a discutir ideias e propagar os quadrinhos como forma de estudo, adora principalmente a Vertigo, está sempre disposto a conhecer novos quadrinhos e aprender o máximo de coisas possível!
Esse post foi publicado em John Holland e marcado , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Alan Moore: profeta do Apocalipse?

  1. Pingback: Alan Moore: profeta do Apocalipse? | Quadrinheiros | O LADO ESCURO DA LUA

  2. Josh disse:

    Fantástico, parabéns pelo ótimo texto.

  3. Pingback: As ciências exatas podem contribuir para os quadrinhos? | Quadrinheiros

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s