Os ilustradores de Guerras do Brasil.doc

guerras-do-brasilO documentário em cinco episódios que mostra alguns dos principais conflitos da história do Brasil conta com a arte de incríveis ilustradores.

Em tempos de negacionismo histórico onde a opinião de youtubers espalham  teorias da conspiração sem nexo e se ancoram em expedientes como a destruição de reputação e negação de provas para escreverem sua própria versão da História, é muito bom ver conteúdos didáticos extensamente pesquisados e bem apresentados. É esse o caso do documentário Guerras do Brasil de Lais Bodanzky (de Bicho de Sete Cabeças) e Luiz Boognesi, que está disponível no Netflix. Todos os episódios entrevistam especialistas nos temas tratados e são ilustrados com imagens produzidas por artistas brasileiros contemporâneos. Vejam na sequência um resumo de cada episódio e um pouco mais sobre cada ilustrador convidado.

As Guerras da Conquista – o primeiro episódio fala dos povos originários que habitavam as Américas muito antes da chegada dos colonizadores europeus e do holocausto que eliminou culturas inteiras da face do planeta em poucos séculos. Nesse episódio vemos a arte do ilustrador e escritor Mauricio Negro Silveira, que já ilustrou várias histórias de autores indígenas como Guaynê derrota a cobre grande, Whatirâ – a lagoa dos mortos e O sonho de Borum. Abaixo um vídeo sobre seu mais recente trabalho:

 

As Guerras de Palmares – o segundo episódio trata da formação e destruição do Quilombo de Palmares, fala sobre diferentes conceitos de escravidão e cativeiro e as consequências sociais da lógica escravagista. As ilustrações são do grande quadrinista Marcelo D’Salete, autor de Cumbe e Angola Janga. Marcelo é antes de tudo historiador e pesquisador e por isso é um dos entrevistados do episódio.

 

A Guerra do Paraguai – no terceiro episódio nos são apresentados os detalhes do maior conflito armado da América do Sul. A guerra que dizimou a população paraguaia preparou a caserna para o golpe militar que proclamaria a República. As ilustrações desse episódio são do professor Renato Alarcão, que tem trabalhos publicados nos maiores jornais do mundo, além de livros ilustrados como ABC do Mundo Judaico (escrito por Moacir Scliar). Abaixo uma entrevista com o artista:

 

A Revolução de 1930 – o quarto episódio nos mostra o contexto que levou à tomada do poder por Getúlio Vargas em 1930. Do Tenentismo à formação da Aliança Liberal, eleições contestadas e novo golpe militar. Ilustrações desse episódio da arquiteta e artista plástica Ana Luiza Koehler, autora de Beco do Rosário, quadrinho que retrata a Porto Alegre da década de 1920. Olha o trabalho dela aí:

 

Universidade do Crime – o quinto e último episódio da série explica o contexto da formação do Comando Vermelho e do Primeiro Comando da Capital, as maiores organizações criminosas do país. O ilustrador que mostra a falência do sistema prisional do Brasil é o Guilherme Petreca, autor de Ye e Carnaval de Meus Demônios. Veja aqui imagens do artista trabalhando na primeira zine – Galho Seco:

Sobre Picareta Psíquico

Uma ideia na cabeça e uma história em quadrinhos na mão.
Esse post foi publicado em Picareta Psíquico e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Os ilustradores de Guerras do Brasil.doc

  1. yvycomics disse:

    A primeira coisa que me chamou a atenção nesse documentário foi as ilustrações.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s