Discurso direto e indireto – 6° episódio da série Quadrinheiros explicam

O amor romântico é insistentemente acusado de ser uma invenção humana. Quem insiste diz que nada na biologia justifica a idealização do ser amado, as metáforas para explicar os pormenores do apaixonar-se, os suspiros e atos de bravura pelo amor inspirados.

Como a linguagem é sim uma invenção humana (impulsionada por uma forte predisposição genética), tudo que deriva dela soa inventado, e aquilo que não é (ou não pode ser) exprimível vira discurso indireto. Diferentes culturas estabelecem diferentes maneiras e ritmos para interpretar e compreender o que não é dito.

superman-and-wonder-woman-together

As Aves do Paraíso são espécies de pássaros que evoluíram isoladas nas ilhas da Papúa-Nova Guiné e por isso mesmo desenvolveram plumagens e rituais de acasalamento extremamente elaborados. Assim como nós, os pássaros usam o discurso direto e o indireto para cumprir seu destino biológico. Que Shakespeare me perdoe, mas talvez o amor romântico tenha sido inventado muito antes do que suspeitamos…

Anúncios

Sobre Picareta Psíquico

Uma ideia na cabeça e uma história em quadrinhos na mão.
Esse post foi publicado em Picareta Psíquico, Quadrinheiros explicam e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s