A animação (quase) esquecida do Superman

superman desenho antigo

Mas nós relembramos.

Por Washington Eloi Francisco*

Recentemente estava eu em participação de podcast, aqui mesmo dos quadrinheiros, e em off comentei sobre uma velha animação do Superman, que, me lembro bem, me fazia sair da escola às pressas para chegar em casa e ainda assistir. Para minha surpresa meus honoráveis colegas alegaram não lembrar desse desenho, e logo em seguida me desafiaram a fazer um texto para contar que animação saudosa seria essa.

Então aqui estamos, no memorável ano de1988 no dia 17 de setembro, em uma época que os quadrinhos desbravavam fronteiras e faziam histórias que literalmente ficaram na História, o estúdio Ruby Spears produziu um desenho animado, intitulado simplesmente como Superman. Este apresentava uma versão bastante compatível com o Superman de John Byrne ( fase hoje publicada pela editora Panini com o nome A Saga do Superman, que recomendo).

Na animação  o casal Kent estava vivo e Lex Luthor não podia ser preso por Superman, dado que este nunca conseguia uma prova para incriminá-lo (apesar de Luthor não ser mostrado como dono da empresa Lexcorp, ele é um figurão do mundo dos negócios).

O veterano roteirista de quadrinhos Marv Wolfman atuou como editor de histórias e o quadrinista Gil Kane criou o design dos personagens. E tinha uma abertura muito interessante do Superman com um clipe demostrando suas formas mais clássicas possíveis de demonstração de seus poderes.

Com músicas compostas por Ron Jones e Tom Worral a produção era muito esmerada, com uma animação de aproximadamente 18 minutos de duração e mais um segmento de 4 minutos, chamado Álbum da Família do Super-Homem, que contava a vida de Superman, desde a sua chegada à Terra, até a sua vida adulta com um teor cômico de muito bom gosto, porém razoavelmente datado para os dias de hoje.

Infelizmente a animação só teve uma temporada com 13 episódios e deixou muita saudade aos fãs do Homem de Aço.

No Brasil foi exibido pelo SBT e pelo Cartoon Network. Mas hoje em dia é possível achar a abertura e vários trechos ou episódios inteiros em canais de saudosistas do Youtube.

Você lembra desse desenho?

*  Washington Eloi Francisco  é professor de Geografia, especializado em Tecnologias da Educação, mestrando em Linguagens e Suas Tecnologias, fotógrafo profissional, colecionador de HQs  e actions figures. E nerd. Acredite, muito nerd.

Sobre theredshirts

Blogueiros convidados ou que se convidam. Fale com a gente em nossa página no Facebook.
Esse post foi publicado em Red Shirts e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para A animação (quase) esquecida do Superman

  1. Leonardo disse:

    Havia também uma animação do Superboy, junto com Krypto no mesmo estilo.

  2. Ari disse:

    Lembro demais uma das melhores animações do homem de aço pra mim é o cristopher reeve das animações

  3. Horus disse:

    Considero a animação definitiva do Super-Homem. Inspirada nas produções de Christopher Reeve, senso o último trabalho do inesquecível André Filho.

  4. Pingback: A animação (quase) esquecida do Superman – Denise Tretas é Babados

  5. David Silva disse:

    Excelente animação. Se não me engano foi criada propositadamente curta para comemorar o aniversário do personagem. Uma produção incrível. Meus parabéns à Ruby Spears.

  6. Wallace Moura disse:

    Que saudade dos tempos bons das animações fiéis aos quadrinhos..ótima publicação..parabéns!!

  7. leoabmendes disse:

    Prova que existia vida inteligente fora da superestimado Hanna-Barbera.
    E a dublagem era do saudoso André Filho, dublador oficial do Suoer-Homem e do Stallone.

  8. Manoel disse:

    Boa noite. Confesso que não me lembro desta versão. Mas, apesar disso eu gostei. Eu me lembro daquela versão da Liga da Justiça em desenho. Creio que você deva ter visto. Quem me fez apreciar esse herói, foi o saudoso Christopher Reeve. Para mim, ele foi o melhor Superman dos anos 80 para cá. O amor incondicional por Lois Lane que o levou inclusive a renunciar a seus próprios poderes. E que poderes. Mas, o maior poder que ele tinha era o de dizer sempre a verdade. A cidade de Metrópolis, ambientalizada nos anos 50. E nem havia os recursos de computação gráfica de hoje. Contudo, hoje tem uma versão do Superman exibida na HBO MAX que eu acho interessante: Superman e Lois. Ela preserva aquilo que já se conhece e Kal-El e, introduz algo novo. Nessa versão, ele e LOIS se casam, ela dá à luz a gêmeos. E um deles desenvolve os poderes do pai. Kal-El descobre que tem um irmão (do mal) chamado Tal-Ro (não me lembro se é ass que se escreve). A série trabalha com o conceito de multiverso, onde o Lex Luthor vem da Terra 2 para aniquilar o Superman. É que o Superman de onde ele veio, é inimigo e destrói todo o planeta. Lá, o Lex é casado com a Lois (repórter). Ele vê o Superman “do mal” matar a sua amada em cadeia de TV. Depois ele entende que o nosso Super é do bem. É interessante. Fica a dica.

  9. Lidiclecio Barreto dos Santos disse:

    Me lembro, gostava muito desse desenho e pra mim era a melhor adaptação.
    Será que é melhor não rever?De qualquer forma a animação é otima

  10. Agnaldo Joeci Borges disse:

    Lembro! Na época trabalhava das 08:00 às 14:00 e chegava em casa a tempo de assistir.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s