Quadrinhos e Política: do Humor à Crítica

quadrinhos e política do humor a crítica nupeq

Saiba o que rolou no simpósio organizado pelo NUPEQ.

Entre os dias 4 e 8 de abril foi realizado o simpósio Quadrinhos e Política: do Humor à Crítica, organizado pelo Núcleo de Pesquisa em Quadrinhos (NUPEQ) da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS), coordenado por Nataniel Gomes e Daniel Abrão.

O simpósio teve o objeto de discutir as interfaces entre os estudos políticos, sociológicos e da linguagem, tendo como objeto de aproximação as histórias em quadrinhos e contou com a participação de pesquisadores de todo o país, entre eles membros o NUPEQ, da ASPAS (Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial) do POLITHICULT (Núcleo de Estudos de Política, História e Cultura da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) e, claro, dos Quadrinheiros.

O simpósio também deverá ser desdobrado em um livro a ser lançado em breve.

Todas as comunicações realizadas estão disponibilizadas na íntegra no canal do NUPEQ no Youtube e seguem abaixo.

Dia 1

A sutileza de temas políticos em mangá e animê, com Sônia Maria Bibe Luyten (ASPAS/USP).

Só doía quando ríamos – Um retrospecto da história do humor gráfico brasileiro, no momento mais triste da nossa história, de 1964 a 1985, com Rubinho Pirola (cartunista).

Quadrinhos, ideologia e política, com Daniel Abrão (NuPeQ/UEMS).

Flash Gordon, de Alex Raymond: o etnocentrismo e a imagem do mal, com Nataniel Gomes (NuPeQ/UEMS/ASPAS/SELEPROT).

Dia 2

A charge e a guerra: charges políticas na II Guerra Mundial, com Natânia Aparecida da Silva Nogueira (ASPAS/ALLA).

Derrubando os pilares do totalitarismo em V de Vingança, de Alan Moore, com Fernando Glória Caminada Sabra (NuPeQ/UEMS).

Entre tutelas e autonomias: políticas de representação de povos indígenas em Histórias em Quadrinhos, com Gustavo Soldati Reis (ARTEMI/UEPA).

Dia 3

A independente anarquia libertária resistente sem censura dos fanzines e sua versatilidade temática, com Gazy Andraus (ASPAS/PPGACV/UFG)

Crítica política em Asterix entre os helvéticos de Albert Uderzo e René Goscinny, com Carlos Ribeiro Caldas Filho (PUC Minas)

Peanuts e a resposta ao discurso racial: ineditismo e profetismo nos quadrinhos, com Leonardo Gonçalves Alvarenga (NuPeQ/UEMS)

A prisão de Lula em quadrinhos e a classificação de heróis e vilões na política brasileira, com Nelson Lellis (CRELIG/UENF)

Dia 4

O percurso das histórias em quadrinhos em jornais de Caxias do Sul, RS, com Roberto Rossi Menegotto (UCS)

Os aspectos messiânicos dos super-heróis e seus desdobramentos sociais e políticos, com Renato Ferreira Machado (Dom Bosco)

A representação dos super-heróis em políticas públicas, com Gelson Weschenfelder (La salle)

Mediação: Mauricio Zanolini (Quadrinheiros)

Dia 5

Socialismo x capitalismo nas hqs: uma análise narratológica de Superman: entre a foice e o martelo, com Adriano Braga Bressan (NuPeQ/UEMS/ASPAS)

Superman: imaginário, história e política, com Bruno Andreotti (POLITHICULT/PUC-SP/Quadrinheiros)

A New República na Chiclete com Banana: Contracultura e Neoliberalismo na redemocratização (1985-1990), com Iberê Moreno Rosário e Barros (Anhembi Morumbi)

Mediação: João Vitor Mascarenhas (Quadrinheiros)

Sobre Nerdbully

AKA Bruno Andreotti; Historiador e Mestre do Zen Nerdismo
Esse post foi publicado em Nerdbully e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s